Folia e solidariedade

Bateria da Mangueira anima festa de bloco que incentiva doação de sangue

A festa começa às 10h, no banco de sangue do instituto, que fica na Praça Cruz Vermelha 23, no centro da cidade.





//

A folia do tradicional Bloco da Solidariedade do Instituto Nacional de Câncer José Alencar Gomes da Silva (Inca) será nesta segunda-feira (9), neste carnaval. A iniciativa, que completa dez anos, visa a incentivar a população a doar sangue no período que antecede o Carnaval e a abastecer regularmente o Banco de Sangue do Inca. A festa começa às 10h, no banco de sangue do instituto, que fica na Praça Cruz Vermelha 23, no centro da cidade.

Os padrinhos da campanha, o dançarino Carlinhos de Jesus e a bailarina Ana Botafogo, confirmaram presença na folia, da qual participraão também integrantes da bateria da Escola de Samba Estação Primeira de Mangueira.

De acordo com o Inca, que é uma das unidades públicas de maior movimento de pacientes da cidade do Rio de Janeiro, o estoque de sangue do instituto costuma cair à metade nos feriados prolongados, como o do carnaval. A meta da campanha deste ano é conseguir 400 doações de sangue e 40 doações de plaquetas no período.

O hospital precisa manter estoque suficiente para atender cerca de 2 mil transfusões de sangue e de plaquetas mensalmente. Pacientes cirúrgicos, em tratamento quimioterápico ou radioterápico e os portadores de leucemia necessitam de transfusões de sangue regularmente.

Segunda a chefe do Serviço de Hemoterapia do Inca, Iara Motta, são necessárias 1,6 mil doações por mês para manter as atividades. “O tratamento do câncer tem um diferencial: a necessidade de transfusões de um componente específico, as plaquetas, que têm vida útil de apenas cinco dias. As hemácias podem ser armazenadas por 35 dias. Daí, a necessidade de mobilizar a população para recebermos de forma contínua doadores de sangue e também de plaquetas”, explicou a médica.

Para o Inca e as demais unidades de saúde, a doação de sangue precisa ser um ato regular tanto para homens quanto para mulheres. Os homens podem fazer até quatro doações por ano, com intervalo mínimo de 60 dias, e mulheres, até três doações, com intervalo mínimo de 90 dias. É preciso levar documento com foto, ter entre 16 e 69 anos, evitar alimentos gordurosos, pesar mais de 50 quilos e estar bem de saúde. Não é necessário estar em jejum. Menores de idade só podem fazer doação com consentimento formal dos responsáveis.

O banco de sangue do Inca funciona de segunda à sexta-feira, das 7h30 às 14h30.

Tópicos