DIA DE ROCK BEBÊ

Barão Vermelho chega ao 18º disco com nova formação e muitos desafios

'VIVA', primeiro disco de inéditas da banda desde 2004, traz Rodrigo Suricato como novo vocalista. "Nada mais rock'n roll do que seguir", diz o cantor


Fabricio Moretti
Do Mais Goiás | Em: 10/09/2019 às 16:18:48

Barão Vermelho lança novo álbum de inéditas 'VIVA' com Suricato como novo vocalista (Foto: Divulgação)
Barão Vermelho lança novo álbum de inéditas 'VIVA' com Suricato como novo vocalista (Foto: Divulgação)

Fundada no Rio de Janeiro em 1981, a Barão Vermelho lançou em agosto VIVA, o primeiro disco de inéditas desde 2004. A banda, que já teve entre os vocalistas nomes como Cazuza que deixou a formação em 1985 – e Frejat, que esteve a frente do grupo por 36 anos, agora é comanda por Rodrigo Suricato. Em entrevista ao Mais Goiás, o cantor e guitarrista diz que a responsabilidade é grande, mas que assumir o risco é divertido e desafiador.

“Nada mais rock n roll do que seguir, mesmo depois da saída de nomes como Cazuza e Frejat. É uma alegria subir no palco para cantar, fazendo o que sei fazer, celebrando a vida da banda, que é tão relevante na história da música”, diz. Suricato destaca que não tem nenhuma preocupação de fazer com que o som do “novo” Barão Vermelho soe anos 80 ou 90.

'VIVA' primeiro disco de inéditas do Barão Vermelho desde 2004

‘VIVA’ primeiro disco de inéditas do Barão Vermelho desde 2004 (Foto: Divulgação)

“A banda declarou guerra lá nos anos 80, mas agora achamos que o amor, especialmente nesse momento do mundo e do Brasil, é importante. Contudo, existe um DNA Barão Vermelho que não é intencional, simplesmente acontece. Dois dos fundadores do grupo continuam, o Fernando Magalhães e o Guto Goffi. Não queremos ser uma caricatura dos anos 80, 90 ou 2000. Ser uma banda de rock em pleno 2019 já é revolucionário“, afirma o cantor.

Novo Barão Vermelho. Velhas histórias

Sobre o processo de criação do novo álbum VIVA, Suricato diz que foi muito interessante, comparando o trabalho com um filho. “Entrei na banda há dois anos, porém, combinei com os integrantes de primeiramente nos conhecermos, para depois ter um ‘filho’. Foi muito bacana, conhecemos a música e a pessoa de cada um antes de tudo. Além do mais, todos escreveram muitas canções, cada um apresentou 15 ou 20. No fim, tínhamos 60 músicas para escolhermos nove pro disco. Foi tudo muito produtivo”, relembra.

Apesar de ser novo no Barão Vermelho, o vocalista já é velho conhecido na música brasileira. Em 2009 fundou a banda Suricato, que ficou conhecida após ter participado da primeira temporada do reality-show SuperStar, na Rede Globo. Em 2015, o grupo ganhou um prêmio Grammy Latino, na categoria de Álbum de Rock.

O cantor destaca que muitas pessoas percebem similaridade das duas bandas. “Viemos das mesmas raízes, do rock e do blues. Barão Vermelho sempre foi uma das minhas bandas favoritas”, afirma Suricato.

Conheça a nova música de trabalho do Barão Vermelho, Eu Nunca Estou Só: