Do Mais Goiás

Bancada do MDB na Assembleia manifesta apoio a Caiado nas eleições de 2022

Paulo Cézar Martins mantém a posição de busca por candidatura própria ao governo em 2022

Aliados se cumprimentam - MDB deve fazer evento para confirmar a aliança com Caiado para eleição de 2022. Antes, Daniel Vilela realiza encontro na Executiva estadual
Bancada do MDB na Assembleia manifesta apoio a Caiado em 2022 (Foto: Divulgação)

A bancada do MDB na Assembleia Legislativa manifestou apoio ao governador Ronaldo Caiado (DEM) em prol das eleições de 2022. Carta foi enviada à direção do partido na última quarta-feira (8).

O documento é assinado pelos deputados estaduais Bruno Peixoto, Henrique Arantes e Humberto Aidar. Paulo Cézar Martins mantém a posição de busca por candidatura própria ao governo no ano que vem.

No documento parlamentares dizem que apoiam a aliança política e administrativa do partido com o governador Ronaldo Caiado.

“Estamos convictos que esta parceria é o melhor para o futuro de Goiás, pois ela está sendo construída por ambos lados de forma transparente e democrática, com o objetivo de consolidar uma ampla frente política”, aponta.

A bancada do MDB ainda ressalta que a aliança pretende consolidar a “presença [do partido] na chapa majoritária na eleição”.

“Não temos dúvida de que o MDB pode somar muito com o governo Ronaldo Caiado, por meio de sua presença na chapa majoritária na eleição do próximo ano e, também, participando de concepção e implementação de bons projetos para melhorar ainda mais a vida dos goianos”, diz o documento.

O presidente do partido, Daniel Vilela, com apoio já manifesto de prefeitos do MDB, está em rota para formalizar apoio à reeleição de Caiado em 2022. Assim, o MDB teria direito a vaga majoritária, notadamente a vaga de vice.

Deputado do MDB diz que é preciso discutir apoio com o partido

O deputado Paulo Cézar Martins (MDB) mantém posicionamento para que o partido tenha candidatura própria e cita novamente o o prefeito de Aparecida de Goiânia, Gustavo Mendanha, como o nome a ser colocado para a disputa de 2022.

“Mendanha foi eleito com 98% dos votos válidos, é um nome bastante viável para a disputa e se dispõe a fazê-lo”, diz.

O parlamentar avalia que é preciso que a decisão, de apoio a Gustavo ou a Caiado, seja avaliada por membros do partido.

“Tenho o maior respeito pelos parlamentares do MDB e eles têm todo o direito de se manifestar desta forma. Mas o partido precisa discutir junto com as lideranças. Vamos fazer pesquisas, o diretório nacional vai ter que ouvir. A decisão não pode ser tomada por meia dúzia”. considera.