Do Mais Goiás

Bahia vence, respira e afunda o Criciúma na lanterna

Rebaixamento pode vir já na próxima rodada, quando a equipe pega o Flamengo, domingo, no Maracanã

O Criciúma ficou ainda mais perto do rebaixamento para a Série B do Campeonato Brasileiro nesta quarta-feira, dentro de casa, com pouco público e muitos protestos. O técnico Toninho Cecílio até tentou reagir lançando mão de duas revelações da base, mas nada adiantou e a equipe perdeu por 1 a 0 para o Bahia. Melhor para o time visitante, que com a vitória se manteve vivo na briga para ficar na elite.

O resultado deixou o Criciúma em situação ainda mais desesperadora, na última posição, com 30 pontos. O rebaixamento pode vir já na próxima rodada, quando a equipe pega o Flamengo, domingo, no Maracanã. Já o Bahia chegou aos 34 pontos, subiu para 18.º, e duela sábado com o Atlético-PR em casa.

O time visitante começou o jogo pressionando o Criciúma nesta quarta, marcando o adversário na saída de bola. Os catarinenses tiveram dificuldades para passar do meio de campo. Aos 7 minutos um escanteio fechado de Galhardo obrigou o goleiro Bruno a se esticar para impedir o primeiro gol do Bahia.

O Criciúma passou então a conter as investidas do Bahia com algumas faltas. Isso ajudou a aliviar a pressão. Aos 17 minutos, Ricardinho conseguiu distância para arriscar de fora da área e quase abrir o placar em cima do distraído goleiro Marcelo Lomba. A partir disso, o jogo tornou-se mais equilibrado no primeiro tempo, mas com muitos erros dos dois lados.

O único gol do jogo saiu aos 6 minutos do segundo tempo, para o Bahia. Guilherme Santos, em velocidade, chutou forte de fora da área, no canto. Aos 10 minutos, o Criciúma tentou o revide em um escanteio de Ricardinho, que foi direto para Souza acertar uma bicicleta, mas a bola rebateu no travessão.

Aos 13 minutos, o técnico Toninho Cecílio buscou deixar o time mais ofensivo, colocando para jogar os atletas formados na base. Os atacantes Andrew e Kalil entraram no lugar do meia Ricardinho e do atacante Bruno Lopes. Enquanto isso, o Bahia se fechava na defesa para segurar o resultado, ao mesmo tempo que buscava mais um gol com lances de Galhardo. Fim de jogo, bem que os garotos tentaram, mas o resultado permaneceu 1 a 0 para o visitante.

FICHA TÉCNICA:
CRICIÚMA 0 x 1 BAHIA

GOLS – Guilherme Santos, aos 6 minutos do segundo tempo.
ÁRBITRO – Luis Flávio de Oliveira (SP).
CARTÕES AMARELOS – Bruno Lopes, Souza, João Vitor, Bruno Cortez (Criciúma); Railan (Bahia).
PÚBLICO – 4.751 torcedores
RENDA – R$ 48.900,00.
LOCAL – Estádio Heriberto Hülse, em Criciúma (SC).

CRICIÚMA – Bruno; Maicon Silva (Rafael Costa), Rafael Pereira, Fábio Ferreira e Bruno Cortez; Serginho, Ricardinho (Andrew), João Vitor e Cléber Santana; Bruno Lopes (Kalil) e Souza. Técnico: Toninho Cecílio.

BAHIA – Marcelo Lomba; Railan, Lucas Fonseca, Titi e Pará; Fahel Rafael Miranda, Bruno Paulista, Rafael Galhardo (Wilian Barbio) e Guilherme Santos; Kieza (Henrique). Técnico: Charles Fabian.