Acidente aéreo

Avião desaparecido com 54 a bordo é encontrado após queda na Indonésia

Avião levava 44 passageiros adultos, 5 tripulantes e 5 crianças e bebês.




 Um avião de passageiros da Indonésia transportando 54 pessoas que havia perdido o contato com o controle de tráfego aéreo neste domingo (16) foi encontrado após acidente, informou o ministro da Aviação do país. “Temos informação procedente de residentes que o avião da Trigana Air foi achado em uma montanha do subdistrito de Okbape”, anunciou em entrevista coletiva em Jakarta o diretor-geral de Aviação do Ministério indonésio de Transportes, M. Prasetyo.

Ele disse ainda que as equipes de resgate chegarão nesta segunda-feira ao local e que ainda não há informações sobre sobreviventes.

A aeronave desapareceu na região leste da Papua-Nova Guiné, segundo a Agência Nacional de Pesquisa e Resgate da Indonésia (Basarnas).

Moradores da área relataram que viram a queda do avião. “Recebemos relatos de moradores. Nós, juntamente com a equipe de busca e resgate, também enviamos aviões para procurá-lo”, disse o diretor de operações da Trigana, Beni Sumaryanto.

A aeronave pertencente à Trigana Air Service, um ATR 42, levava 44 passageiros adultos, cinco tripulantes e cinco crianças e bebês. Ela havia saído do aeroporto Sentani, em Jayapura, capital de Papua, com destino a Oksibil. O voo tinha duração prevista de 45 minutos e teria desaparecido 30 minutos depois de decolar.

Dez minutos antes da hora da chegada, o avião contatou a torre de controle de Oksibil para pedir autorização para pousar, contou Sumaryanto.

Mas o avião nunca chegou e, meia hora depois, a companhia aérea indonésia ordenou que outro aparelho fizesse o mesmo percurso para localizar o aparelho desaparecido.

“O tempo estava muito ruim, o avião não encontrou o outro e voltou para Sentani. Oksibil é uma zona montanhosa, onde o tempo é muito imprevisível. De repente, pode ficar nebuloso, escuro e com ventania, sem aviso prévio”, explicou Sumaryanto.

Antes da confirmação do acidente, um porta-voz da polícia de Papua, Patridge Renwarin, afirmou à TV local que alguns habitantes haviam visto um avião cair e que as autoridades locais se dirigiam para a região para investigar o ocorrido.

“Suspeitamos claramente que é um problema relacionado com o tempo. Não se trata de uma superlotação, já que o avião podia transportar 50 passageiros”, assegurou Sumaryanto.

O porta-voz do Ministério dos Transportes, J.A. Barata, confirmou que o avião perdeu contato e disse que o aparelho tinha previsto chegar a Oksibil pouco depois das 3 da tarde, hora local (0h de Brasília).

“Ainda não estamos seguros do que aconteceu ao avião, estamos coordenando com as autoridades locais”, afirmou à AFP antes da confirmação do acidente. Segundo ele, a tripulação não chegou a avisar que haveria problemas durante o voo.

“O tempo é agora muito ruim na zona, está muito escuro e nublado. Não é propício para uma busca. A área é montanhosa”, acrescentou Barata, após decisão de suspender as buscas e retomá-las só na segunda-feira pela manhã.

Em entrevista à CNN, o analista de aviação Mary Schiavo disse que há muitas razões possíveis para a aparente falta de uma chamada de socorro. Pode indicar que os membros da tripulação estavam ocupados demais lidando com qualquer outra situação e não tiveram tempo de enviar algum aviso ou simplesmente não perceberam que estavam em apuros.

Autoridades disseram que o tempo estava claro quando o avião decolou, mas o meteorologista ouvido pela CNN disse que havia algumas tempestades sobre uma área montanhosa no trajeto do voo.

O clima pode piorar nos próximos dias, possivelmente impedindo os esforços de resgate em uma área com montanhas de até 3 km de altura (10 mil pés).

O transporte aéreo é bastante usado em Papua, a província mais ao leste da Indonésia, onde viagens por terra são frequentemente impossíveis.

Tópicos