Educação

Avanços dos governos Marconi na Educação são classificados como modelo por autoridades nos EUA

Resultados do Governo de Goiás na área, como melhora da qualidade dos ensinos médio e fundamental, são citados por autoridades como exemplo de boa governança e prática a ser seguida no Brasil




Os avanços alcançados por Marconi Perillo na Educação Pública do Estado de Goiás são destaque na missão comercial liderada pelo governador aos Estados Unidos. Em Washington, Representantes do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), do Banco Mundial (Bird) e integrantes da Câmara de Comércio Brasil-Estados Unidos citaram as conquistas no setor como vitrine da “boa governança” em Goiás e afirmaram que elas devem servir de modelo para os demais Estados brasileiros.  

Segundo dados do Índice de Desenvolvimento da Educação (Ideb) de 2015, Goiás está hoje entre as quatro unidades da federação que cumpriram as metas estabelecidas pelo Ministério da Educação (MEC) do Brasil. O Estado alcançou a nota de 3,8 fixada como meta pelo governo brasileiro para o Ensino Médio e se posicionou em 2.º lugar no ranking nacional.

Goiás ainda é o primeiro Estado brasileiro a repassar a gestão das escolas públicas para Organização de Sociais (OS), com o objetivo de dinamizar o ensino e melhorar a qualificação de seus estudantes da rede, em todo o Brasil. O modelo, em fase de implantação, conta com apoio e assessoramento do Banco Mundial desde janeiro deste ano.

O diretor-Executivo pelo Brasil no BID, Otaviano Canuto, disse que o modelo desenvolvido no Estado deve ser expandido para o mundo. “Os indicadores são claríssimos de melhora de desempenho nos ensinos Fundamental e Médio, e isso não acontece por acaso, mas a partir de investimentos e de uma busca de mecanismos para aumentar a eficiência. Goiás é um bom exemplo”, afirmou.

Os indicadores da área educacional também foram destacados pela diretora do Banco Mundial para a América Latina, Manuela Ferro, que considerou os dados apresentados pelo governador, durante reunião na sede do banco na capital norte-americana, como “uma reunião muito positiva”.  “Goiás é conhecido como um Estado que está conquistando progressos enormes na área de Educação. Hoje vimos muito bem isso”, disse.

Manuela Ferro ressaltou que todos os países tentam imitar ideias prósperas pela qualidade de resultados: “Há vários testes que são feitos pelo Banco Mundial para avaliar os índices de qualidade da Educação. Todos os países tentam imitar (os bons índices). Seria uma boa experiência não só para outros Estados no Brasil, mas especialmente para outros países, com os quais o Banco Mundial trabalha”, enfatizou.

A representante do Conselho Empresarial Brasil-U.S, Renata Vasconcelos,  destacou o desempenho de Goiás como “impressionante”. “Nós ficamos bastante impressionados. Os nossos associados e representantes das empresas aprenderam muito sobre o Governo de Goiás e sobre as oportunidades que surgem agora, nessa nova fase de governo no Brasil, de investir no Estado”, observou.

Também representante do Conselho Empresarial Brasil-U.S, Cassia Carvalho avaliou como positiva a reunião com o governador Marconi Perillo, em Washington: “ O governador trouxe dados concretos das oportunidades em Goiás e de como o Estado tem se desenvolvido econômica e socialmente com iniciativas inovadoras”, destacou.

A avaliação positiva da educação em Goiás se dá num momento em que o Estado busca ampliar sua parceria com o Banco Mundial (Bird), para a realização de programa na digitalização, qualificação dos professores nesta área e reformas físicas das escolas públicas do Estado; e com o Bird, para empréstimo de 70 milhões para investimento em inovação e tecnologia.