GOIÂNIA

Autor de disparo em cantor sertanejo deve responder por homicídio culposo

Segundo o delegado que investiga o caso, o suspeito, de 37 anos, se apresentou à Polícia Civil na quinta-feira (15) e apresentou versão de tiro acidental corroborada por testemunha


Ton Paulo
Do Mais Goiás | Em: 16/10/2020 às 19:12:32

Foto: Reprodução/Instagram
Foto: Reprodução/Instagram

O homem suspeito de ter atirado no olho do cantor sertanejo Diego Souza Sá, de 29 anos, em Goiânia, deve responder pelos crimes de homicídio culposo e posse irregular de arma de fogo. O delegado Rhaniel Almeida diz que o suspeito, de 37 anos, apresentou-se à Polícia Civil na quinta-feira (15) e registrou uma versão de tiro acidental que foi corroborada por uma testemunha.

O caso aconteceu na última terça-feira, 13 de outubro, dentro de um lava jato no setor Vila Nova, em Goiânia. Diego morreu depois que o amigo, ao lhe mostrar uma arma de fogo, suposrtamente disparou e acertou seu olho. O homem teria fugido do local logo em seguida.

Ao Mais Goiás, o delegado Rhaniel Almeida, da Delegacia de Investigações de Homicídios (DIH), contou que o advogado do suspeito procurou a delegacia na quarta-feira (14) e, na quinta (15), compareceu com seu cliente. “Pedi que trouxesse a arma de fogo e ele, demonstrando boa vontade, trouxe”, disse Almeida.

Na delegacia, o suspeito disse que efetuou o disparo acidentalmente, quando estava mostrando a arma de fogo, um revólver calibre .38 para a vítima e um parente dela. Ainda de acordo com o delegado, os levantamentos iniciais já demonstravam uma possibilidade de ter sido um homicídio não intencional, versão que foi confirmada por uma testemunha ocular do crime.

Almeida informou que o suspeito, agora, “caso não haja nenhuma reviravolta no caso”, vai responder pelos crimes de posse irregular de arma de fogo, uma vez que o revólver não tinha registro, e por homicídio culposo, com agravante pelo fato de o homem ter fugido do local. A pena máxima para cada um dos crimes é de 3 anos.