FolhaPress

Autor de atentado em creche em SC não conhecia as vítimas, diz prefeito

Homem de 18 anos que matou cinco pessoas, sendo três crianças, durante atentado

O homem de 18 anos que matou cinco pessoas, sendo três crianças, em um atentado a uma creche de Saudades, a 446 quilômetros de Florianópolis, Autor de atentado em creche em SC não conhecia as vítimas, diz prefeito Adolescente invade creche e mata 3 crianças e uma professora a golpes de facão
Autor de atentado em creche em SC não conhecia as vítimas, diz prefeito (Foto: Simone Fernandes/Arquivo Pessoal)

O homem de 18 anos que matou cinco pessoas, sendo três crianças, em um atentado a uma creche de Saudades, a 446 quilômetros de Florianópolis, não tinha relação com nenhuma das vítimas, segundo o prefeito da cidade, Maciel Schneider (PSL).

“Temos poucas informações porque está tudo ainda sendo apurado, mas o que sabemos até o momento é que o autor do atentado não tinha relação com nenhuma das vítimas, nem com as adultas ou as crianças”, afirmou ao UOL.

O político disse que as aulas presenciais na rede municipal foram retomadas no início do abril. A escola estava com 50% da capacidade de alunos durante o turno nesta manhã. Segundo a Polícia Civil, 30 crianças estavam no local no momento do ataque.

Scheinder falou ainda que a cidade está em luto e que a prefeitura dará apoio psicológico e social às famílias envolvidas no atentado.

“O que leva um jovem a fazer isso? A cidade e a população estão indignadas com o que aconteceu. Vamos prestar agora o nosso apoio às famílias para que recebam todo a aparato psicológico”, diz Maciel Schneider (PSL), prefeito de Saudades.

Atentado

De acordo com a Polícia Militar, ao menos cinco pessoas morreram depois que um jovem de 18 anos armado com um facão invadiu a CEI (Centro de Educação Infantil) Pró-Infância Aquarela, em Saudades —as vítimas são três crianças e duas mulheres.

Depois, o autor do atentado tentou se matar, mas foi interrompido por populares e está internado, com quadro de saúde estável. Ele foi levado ao Hospital Beneficente de Pinhalzinho, cidade vizinha, e depois transferido para o Hospital Regional de Chapecó. O rapaz não tem passagem pela polícia.

Segundo as investigações, a creche foi invadida por volta das 10h. O rapaz atacou inicialmente uma professora de 30 anos que estava na entrada do prédio. Ela chegou a correr do suspeito, mas não conseguiu escapar e morreu na escola.

Após atacá-la, ele teria entrado em uma sala de aula e desferido os golpes em crianças. No local, havia quatro alunos e uma funcionária da escola.

A Polícia Civil informou que duas crianças morreram no local e uma terceira veio a óbito após atendimento médico no hospital em Saudades. Todas são alunas da creche e tinham menos dois anos, confirmou o delegado Jerônimo Marçal.

Já entre as adultas, além da professora que morreu no local, houve uma funcionária ferida que foi hospitalizada, mas não resistiu.

Brasil teve 8 ataques em escolas nos últimos 10 anos; relembre.