Morrinhos

Autor de assassinato de policial civil receberia R$ 10 mil pelo crime

Mandante do crime seria sócio da vítima na construção de casas para revenda


Thiago Burigato
Do Mais Goiás | Em: 25/10/2017 às 09:55:34

Suspeito é conhecido como
Suspeito é conhecido como "Alagoano" (Foto: PC)

Jaziel Rosa dos Santos, suposto mandante do assassinato do policial civil Kleber César Farias, de 37 anos, foi preso em Morrinhos na tarde desta quarta-feira (24). Ele era sócio da vítima na construção de casas para revenda e teria oferecido R$ 10 mil para que o crime fosse cometido.

A polícia chegou até Jaziel por meio do homem apontado como autor do assassinato, Sileido Francisco da Silva, conhecido como Alagoano. Ele já tem várias passagens pela polícia.

Kleber teria sido morto a mando de seu sócio (Foto: Reprodução)

O crime foi perpetrado por volta das 15h desta quarta e foi descoberto depois que policiais militares receberam uma denúncia anônima a respeito de um homicídio que teria acontecido em uma residência no setor Cristina Park. Chegando ao local, os agentes encontraram o corpo de Kleber com diversas perfurações por arma branca.

Sileido havia sido contratado por Kleber para pintar o imóvel onde o crime aconteceu. Após o assassinato, ele jogou a faca utilizada em um lote vizinho, porém ela foi recuperada e já está sendo periciada.

Em depoimento, Sileido confessou o assassinato e relatou que receberia o montante de R$ 10 mil do mandante. Ele chegou a ligar para Jaziel logo após o crime para cobrar a quantia, ameaçando-o de morte caso não fosse pago.

A Polícia Civil em Morrinhos já representou pela prisão em flagrante dos dois suspeitos.

Jaziel foi preso ainda nesta quarta (Foto: Reprodução)

Por nota, a diretoria da União Goiana dos Policiais Civis (Ugopoci) lamentou a morte de Kleber. “A diretoria da Ugopoci manifesta suas condolências de pesares aos familiares e amigos do policial civil, rogando a Deus que dê o descanso eterno ao nosso companheiro, amigo e policial Kleber César Farias”, diz texto divulgado. De acordo com a entidade, o sepultamento vai acontecer na manhã desta quarta no Cemitério São Miguel, em Morrinhos.

O delegado-geral da Polícia Civil, Álvaro Cássio, também divulgou nota lamentando a morte de Kleber, que deixou esposa grávida. “Neste momento de profunda dor, toda a família policial civil se solidariza com parentes e amigos de Kleber. Sabemos que ele cumpriu com dignidade e honradez sua missão. E rogamos a Deus que, em sua infinita misericórdia, receba nosso irmão no reino que para todos preparou”, disse.