VOLTA ÀS AULAS?

Aulas presenciais em Goiânia seguem suspensas até setembro

Semestre letivo teve início na última segunda-feira, mas segue sem aulas presenciais. No estado, alunos deverão passar por avaliação virtual com conteúdos do primeiro semestre


Eduardo Pinheiro
Do Mais Goiás | Em: 05/08/2020 às 13:12:04

Rede municipal de educação ainda tem aulas não presenciais (Foto: SME/ Divulgação)
Rede municipal de educação ainda tem aulas não presenciais (Foto: SME/ Divulgação)

As aulas presenciais da rede municipal de ensino de Goiânia seguem suspensas pelo menos até o dia 30 de agosto. Até lá, os 108 mil alunos matriculados terão acesso às aulas apenas de forma virtual ou por programação de TV – TV UFG e Sistema Sagres. O semestre letivo teve início na última segunda-feira (3). No entanto, ainda não há definição.

O prefeito Iris Rezende (MDB) é cauteloso sobre o assunto. O emedebista declarou recentemente que o caso das escolas é diferente do comércio em geral por envolver crianças. “Não podemos errar”, disse durante entrevista coletiva.

Nesse sentido, as atividades pedagógicas complementares, através da Plataforma Conexão Escola, estão disponibilizadas no site da Secretaria Municipal de Educação. O conteúdo segue as mesmas temáticas trabalhadas no primeiro semestre, de acordo com as matrizes estruturantes da Base Nacional Curricular Comum (BNCC).

Ainda, nos próximos dias, os quase 108 mil alunos matriculados em instituições vinculadas à Rede Municipal terão acesso às aulas virtuais ministradas por professores em suas respectivas turmas. Estas serão montadas dentro de ambiente virtual de aprendizagem.

As orientações e encaminhamentos para construção dos roteiros de estudos foram devidamente transmitidos aos gestores de cada instituição que, por sua vez, encontram-se em período de planejamento para que as ações sejam efetivadas. Além da programação televisiva, que será veiculada na TV UFG e Sistema Sagres.

Estadual

Também com aulas iniciadas na segunda-feira, o semestre letivo estadual contará com avaliação virtual. A intenção é reforçar o aprendizado do que foi ministrado no primeiro semestre, quando a pandemia de covid-19 interrompeu de forma abrupta as aulas presenciais.

A Secretaria de Estado da Educação (Seduc) prepara um censo em toda a rede para saber número de pessoas, entre servidores, professores e alunos, que contraíram o coronavírus. A intenção é fazer um levantamento do número de óbitos e recuperados da doença em toda a rede.