Estadao Conteúdo

Atriz de ‘The Office’ se desculpa por participar de concurso racista em 1999

O evento foi fundado em 1878 e aceitava inscrições apenas de pessoas brancas até 1979

Atriz de 'The Office' se desculpa por participar de concurso racista em 1999
(Fotos: reprodução e divulgação)
A atriz Ellie Kemper, conhecida pelo papel de Erin em The Office e protagonista da série Unbreakable Kimmy Schmidt, se desculpou por ter participado, em 1999, de um concurso de beleza considerado racista em sua cidade natal. Ela foi concorrente quando tinha 19 anos e disse que não conhecia o passado do evento.

“A organização centenária que organiza o baile debutante tem um passado inquestionavelmente racista, sexista e elitista. Eu não estava ciente da história na época, mas ignorância não é desculpa. Eu tinha idade suficiente para ter me educado antes de participar”, escreveu em uma postagem no Instagram na segunda-feira, 7.

O evento, chamado Vailed Prophet Ball (Baile do Profeta Velado, em tradução livre), é realizado anualmente em Saint Louis, no Estado do Missouri, nos Estados Unidos. Ele foi fundado em 1878 por um ex-confederado e aceitava inscrições apenas de pessoas brancas até 1979.

Em 2014, uma matéria publicada no jornal The Atlantic recuperou o passado racista do evento e citou que Ellie foi a vencedora em 1999. A presença dela no baile foi relembrada nesta semana por usuários do Twitter, que falavam sobre as características do Vailed Prophet Ball. O material viralizou.

“Eu lamento, denuncio e rejeito a supremacia branca. Ao mesmo tempo, reconheço que, por causa da minha raça e do meu privilégio, sou beneficiária de um sistema que tem justiça desigual e recompensas desiguais”, continuou a atriz no Instagram.

O Missouri, como muitas outras regiões dos Estados Unidos, carrega um passado racista e até hoje representa um risco para os negros. Em 2017, a Associação Nacional para o Avanço das Pessoas de Cor (NAACP, na sigla em inglês) emitiu um alerta para os negros que viajam ao Estado por conta da discriminação racial existente.

“Se minha experiência é uma indicação de que organizações e instituições com um passado que não atende a essas crenças devem ser responsabilizadas, então tenho que ver essa experiência sob uma luz positiva. Quero me desculpar com as pessoas que decepcionei e prometo que, no futuro, vou ouvir, continuar a me educar e usar meu privilégio para apoiar uma sociedade melhor que acho que somos capazes de nos tornar”, escreveu.

Diversos atores e atrizes que trabalharam com Ellie Kemper prestaram solidariedade nos comentários do Instagram. “Você é compreendida e amada”, escreveu o ator Alec Baldwin, estrela de séries como 30 Rock e de filmes como Beetlejuice.