Ator pornô é multado em R$ 312 mil por não usar camisinha em filmes

Segundo o jornal “NY Daily News”, James Deen começou a ser investigado em dezembro, após a denúncia de estupro registrada por Stoya.

O ator pornô norte-americano James Deen foi multado em 78.875 dólares (R$ 312 mil), por violar leis sobre o uso de preservativo em sua produtora. O ator foi acusado de estupro por diversas atrizes pornô, incluindo sua ex-namorada e estrela pornô, Stoya.

Segundo o jornal “NY Daily News”, James Deen começou a ser investigado em dezembro, após a denúncia de estupro registrada por Stoya.

Os investigadores visitaram os locais de filmagem em janeiro deste ano e constataram que os atores da James Deen Productions não estavam usando camisinha e os produtores não forneceram uma vacina ou algum tipo de acompanhamento médico para o caso de exposição à hepatite B. Em Los Angeles, a lei pede que atores da indústria pornô usem preservativos durante o trabalho.

A James Deen Productions recebeu nove citações na última quarta-feira (9), quatro dos quais incluíam uma possibilidade de dano grave ou morte, segundo um comunicado da Divisão estadual de Segurança e Saúde Ocupacional.