Caiu

Atlético-MG e Grêmio ficam no 0 a 0 em Belo Horizonte

Gaúchos chegam a 35 pontos, perdendo a quinta posição para o Fluminense




Atlético-MG e Grêmio encerraram a 21ª rodada do Brasileirão com uma partida movimentada, mas que terminou sem gols no Estádio Independência, na noite deste domingo, em Belo Horizonte. O resultado não foi bom para nenhuma dos lados.

Uma vitória permitiria ao Grêmio entrar no grupo dos quatro melhores do Brasileirão, mas o empate em 0 a 0 fez a equipe chegar a 35 pontos, perdendo a quinta posição para o Fluminense.

Do outro lado, o Atlético-MG, que já vinha de derrota para o Corinthians e patina na atual campanha na competição, perdeu a chance de conquistar em casa os três pontos, apesar de ter mostrado muito mais disposição que os visitantes. Assim, está com 31 pontos, permanecendo na oitava posição.

O Atlético-MG mostrou amplo domínio da partida no primeiro tempo. O time mineiro não teve dificuldade de impor o ritmo de jogo, bem movimentado, e se manteve no ataque em toda a etapa inicial. O Grêmio chegou a dar um susto nos anfitriões logo aos dois minutos, quando Giuliano invadiu sozinho a área, mas Victor saiu bem e com o pé impediu que o meia gremista marcasse. Foi a única finalização dos visitantes, contra 11 atleticanas.

Apesar de não ter marcado – apenas duas finalizações foram na meta -, a mudança feita pelo técnico Levir Culpi sacando Jô, que enfrenta má fase, para colocar Carlos entre os titulares surtiu efeito. O time mostrou um ataque bem mais veloz, que deu trabalho para a zaga gremista.

A torcida atleticana gostou quando o jovem atacante driblou o goleiro Marcelo Grohe aos 30 minutos, apesar de Carlos ter mandado para fora. Com a postura ofensiva do adversário, o técnico Luiz Felipe Scolari optou por fechar a defesa do Grêmio, que passou a primeira metade da partida apostando, sem sucesso, nos contra-ataques.

Após o intervalo, porém, a partida recomeçou de forma inversa. Foi o Grêmio que passou a jogar avançado, enquanto o Atlético-MG pressionado no campo de defesa, começou a ter dificuldade e encontrou pouco espaço para jogar.

Aos 19 do segundo tempo, o Atlético-MG chegou a balançar a rede adversária. Dátolo lançou na área em cobrança de falta e Luan completou para o gol, mas o árbitro Jailson Macedo Freitas anulou apontando falta de Leonardo Silva em cima de Barcos.

Com a queda na produtividade em campo, a torcida também passou a pressionar o Atlético-MG. O time teve boas chances para marcar apenas em bolas paradas, principalmente escanteios, mas Marcelo Grohe fechou o gol gremista.

À medida que a partida se aproximava do fim, Levir Culpi tentou deixar o time mais ofensivo, com a entrada de André no lugar de Leandro Donizete, enquanto Felipão apostou novamente nos contra-ataques, colocando o veloz Luan em campo. Mas nenhuma das mudanças foi suficiente para alterar o placar até o apito final.

FICHA TÉCNICA:
ATLÉTICO-MG 0 X 0 GRÊMIO

ÁRBITRO – Jailson Macedo Freitas (BA).

CARTÕES AMARELOS – Marcos Rocha (Atlético-MG); Ramiro e Zé Roberto (Grêmio).

RENDA E PÚBLICO – Não disponíveis.

LOCAL – Estádio Independência, em Belo Horizonte (MG).

ATLÉTICO-MG – Victor; Marcos Rocha, Leonardo Silva, Jemerson e Emerson Conceição; Claudinei, Leandro Donizete (André), Dátolo e Luan; Diego Tardelli e Carlos (Guilherme). Técnico – Levir Culpi.

GRÊMIO – Marcelo Grohe; Pará, Pedro Geromel, Rhodolfo e Zé Roberto; Fellipe Bastos, Ramiro, Matheus Biteco e Guiliano (Luan); Dudu (Fernandinho) e Barcos. Técnico – Luiz Felipe Scolari.