Após polêmica

Atlético Goianiense mantém Marcelo Cabo como treinador

Treinador não compareceu a treinamento agendado para a última segunda, no período em que estava considerado desaparecido




O técnico do Atlético Clube Goianiense (ACG), Marcelo Cabo, está mantido no cargo. A informação foi confirmada pelo clube na tarde desta quarta-feira (18).

O treinador se tornou centro de polêmica depois de ter sido dado como desaparecido por dois dias. Ele havia sido visto pela última vez na madrugada de domingo (15) e “encontrado” na noite de segunda-feira (16). Nesse período ele chegou a ser visto voltando para o apartamento e saindo logo em seguida.

O treinador do Atlético sumiu por volta das 3h de domingo, depois que saiu do prédio em que morava em seu veículo Fiat Uno, levando somente um cartão de débito e deixando o telefone celular no apartamento. Como o treinador deveria ter comparecido a um treinamento realizado na manhã de segunda-feira, o clube acionou a Polícia Militar. O caso também foi registrado na Deic. 

Enquanto as polícias Civil e Militar mobilizavam a imprensa em busca de informações, Marcelo Cabo retornou ao prédio onde mora por volta das 15h de segunda em um táxi. Ele entrou com o carro no estacionamento e sete minutos depois saiu novamente sem falar com ninguém. Poucas horas depois, ele foi localizado por policiais militares em um motel.

Devido à sua ausência no treinamento agendado, suscitou-se a discussão sobre o futuro no time. No entanto, em coletiva realizada nesta quarta (18), a diretoria anunciou a decisão por sua permanência.