Oriente Médio

Ataques aéreos apoiados pela Rússia matam sete membros da mesma família na Síria

Os ataques foram acompanhados de confrontos em terra, segundo relatos de ativistas.


Estadao Conteúdo
Estadao Conteúdo
Do Estadao Conteúdo | Em: 17/08/2019 às 22:25:18


Ataques aéreos do governo sírio e da Rússia atingiram neste sábado um reduto de rebeldes oposicionistas na aldeia de Deir al-Sharqi, no sul da cidade de Idlib, noroeste da Síria, matando ao menos sete membros de uma família. Os ataques foram acompanhados de confrontos em terra, segundo relatos de ativistas.

Idlib e áreas vizinhas abrigam 3 milhões de civis e são dominadas por insurgentes islâmicos. O Observatório Sírio para os Direitos Humanos, com sede na Grã-Bretanha, informou que as vítimas do ataque foram uma mulher e seus seis filhos, todos menores de idade. O pai das crianças sobreviveu porque não estava em casa no momento do ataque.

A equipe da Defesa Civil da Síria, grupo de resgate voluntário conhecido como “Capacetes Brancos”, registrou neste sábado 31 ataques. A Organização das Nações Unidas (ONU) vem pedindo que se respeite a vida de civis, bem como de médicos e trabalhadores humanitários, dizendo que o número de mortos está “aumentando a cada dia”.

Nos últimos três meses e meio, a ONU documentou 500 mortes de civis. Também informou que 42 ataques a instalações de saúde foram relatados, que resultaram na morte de ao menos um paramédico e um motorista de ambulância. Fonte: Associated Press

Tópicos