Francisco Costa
Do Mais Goiás

Associação pede que Aparecida crie incentivos para empresários

"Setor econômico amarga prejuízo há mais de um ano", diz presidente da Acirlag

Associação pede que Aparecida crie incentivos para empresários
Associação pede que Aparecida crie incentivos para empresários (Foto: Reprodução)

Presidente da Associação Comercial, Industrial e Empresarial da Região Leste de Aparecida de Goiânia (Acirlag), Maione Padeiro, cobrou uma proposta de incentivo para comerciantes e empresários da cidade. Segundo ele, até o momento a secretaria da Fazenda e a secretaria de Desenvolvimento Econômico não se manifestaram nesse sentido.

Ainda de acordo com o Maione, um projeto nesse sentido deve partir do Poder Executivo, o que ainda não foi feito. “O setor econômico está amargando o prejuízo há mais de um ano por causa da pandemia”, desabafou.

O presidente da Acirlag lembrou, também, que na próxima segunda-feira já é tempo de pagar o IPTU. “Isso é muito injusto. O empresário está em desespero”, reforçou. “Senhor secretário da Fazenda e Desenvolvimento Econômico, abram uma proposta para o setor. É o que a gente pede.”

O portal procurou a prefeitura de Aparecida para comentar o assunto, mas até o fechamento da matéria não houve retorno.

Atualmente, o município funciona no modelo de isolamento social intermitente por escalonamento regional. O mesmo modelo já havia sido adotado entre junho e agosto do ano passado. Segundo a administração municipal, na época, a medida apresentou 98% de adesão da população.

Funcionamento

O isolamento social por escalonamento divide a cidade em 10 macrozonas. De segunda a sexta-feira, quatro macrozonas ficam com o comércio fechado. No sábado, a cidade toda fecha às 13h. O domingo é dia de fechamento total de todo o município.

Na segunda-feira, fecham as macrozonas: Vila Brasília, Buriti Sereno, Alto Paraíso e Cidade Livre. Terça-feira, fecham as macrozonas: Vila Brasília, Garavelo, Alto Paraíso e Zona da Mata. Quarta-feira é a vez das macrozonas do Garavelo, Centro, Zona da Mata e Expansul. Na quinta-feira ficam fechadas as macrozonas do Centro, Santa Luzia, Expansul e Papillon. Sexta-feira fecha as macrozonas do Santa Luzia, Buriti Sereno, Papillon e Cidade Livre. Todas as macrozonas fecham no sábado das 13h e no domingo o dia todo.

Nota da prefeitura de Aparecida

A Secretaria da Fazenda esclarece que a Prefeitura de Aparecida de Goiânia foi um dos primeiros municípios goianos a adotar, em 2020, diversas medidas econômicas para auxiliar o empresário e comerciantes no período da pandemia do novo coronavírus. Entre as medidas esta a prorrogação, por 90 dias, do prazo de pagamento a vista do ITPU, ITU e demais tributos municipais. Houve ainda a redução de de alíquotas do ISS. Informa que devido a cidade ter adotado, a partir do dia 15 de março, o isolamento social intermitente por escalonamento regional, o que permite o funcionamento das atividades econômicas não essenciais em dias alternados, observou-se a não necessidade de prorrogação do pagamento à vista dos tributos, já que o parcelado não é passível de prorrogação. E que pensando no contribuinte, ampliou de março para o dia 05 de abril o vencimento do pagamento a vista e também da primeira parcela.

*Atualizada às 17h49.