OPERAÇÃO VENDILHÕES

Associação Filhos do Pai Eterno é alvo de investigação do MP

Operação apura possível lavagem de dinheiro, na ordem de milhões de reais, nas contas da entidade que é responsável pela Basílica de Trindade


Eduardo Pinheiro
Do Mais Goiás | Em: 21/08/2020 às 08:13:44

(Foto: Divulgação/Santuário)
(Foto: Divulgação/Santuário)

A Associação Filhos do Pai Eterno (Afipe), responsável pela Basílica de Trindade, é alvo de investigação do Ministério Público por organização criminosa, apropriação indébita, lavagem de dinheiro, falsificação de documentos e sonegação fiscal. O Grupo de Atuação Especial de Repressão ao Crime Organizado (Gaeco), do Ministério Público de Goiás (MP-GO), cumpre, nesta sexta-feira (21), 16 mandados de busca e apreensão na sede da entidade, empresas e residências em Goiânia e Trindade.

De acordo com o MP, as investigações tiveram início após indícios de que o presidente da entidade, padre Robson de Oliveira Pereira, teria utilizado indevidamente recursos das contas da entidade após ser vítima de extorsão, em março do ano passado.

Na ocasião, padre Robson teria transferido cerca de R$ 2 milhões da entidade para cinco dos acusados da extorsão. Eles pediam o dinheiro para não divulgar informações e mensagens de cunho pessoal e amoroso que pudessem expor o líder religioso.

Mandado cumprido pelo Gaeco na sede da Afipe, em Goiânia (Foto: MP/ Divulgação)