Crise

Às vésperas de clássico, Fábio admite preocupação com má campanha do Cruzeiro

Clube, que foi eliminado nas oitavas de final da Copa Libertadores pelo River Plate, busca se restabelecer no Brasileirão; última vitória do clube na disputa ocorreu em maio


Estadao Conteúdo
Estadao Conteúdo
Do Estadao Conteúdo | Em: 02/08/2019 às 12:30:38

(Foto: Anderson Stevens/Light Press/Cruzeiro)
(Foto: Anderson Stevens/Light Press/Cruzeiro)

Eliminado nas oitavas de final da Copa Libertadores pelo River Plate na última terça-feira, o Cruzeiro volta à realidade do Campeonato Brasileiro, onde as coisas não estão nada bem para o time. Com 10 pontos, apenas um a mais que o Fluminense, o clube está só uma posição acima da zona de rebaixamento. Essa situação incômoda já ligou o sinal de alerta em todos na Toca da Raposa II há algum tempo, inclusive do goleiro Fábio.

Nesta sexta-feira, às vésperas do clássico contra o Atlético-MG, que será neste domingo, no estádio Independência, em Belo Horizonte, o ídolo do clube admitiu, em entrevista coletiva, que os resultados no Brasileirão são preocupantes. A última vitória na competição foi no dia 5 de maio: 2 a 1 sobre o Goiás, em casa, no estádio do Mineirão.

“Acho que dentro do Brasileiro, o torcedor está com total razão de se preocupar porque vê as equipes que também estão jogando outras competições mais à frente, disputando as primeiras colocações. Lógico que a gente tem que analisar o que aconteceu durante a temporada, os jogadores que estavam na pré-temporada e saíram do clube. E, dentro do Brasileiro, concordo que os resultados são preocupantes, o torcedor não enxerga um bom futebol e o resultado é mais difícil de acontecer”, disse o goleiro.

Para tentar se recuperar já no clássico, Fábio acredita que o Cruzeiro pode sair com a vitória se entrar concentrado. “O clássico a gente já vivenciou em vários momentos, é sempre um prazer poder disputá-lo. O torcedor gosta, move a cidade, uma rivalidade sadia. Todo mundo quer ganhar. O Independência torna o jogo mais difícil porque o Atlético-MG está mais acostumado a jogar lá, mas a gente já atuou bem mais ao longo desses anos no Independência e nos habituamos a conseguir vitórias. Se estivermos bem focados, concentrados, podemos sair de lá com o resultado positivo”.

Como gosta de fazer, o técnico Mano Menezes fechou o treinamento desta sexta-feira na Toca da Raposa II e não deu pistas sobre qual será a escalação cruzeirense. Por conta da partida de ida das semifinais da Copa do Brasil contra o Internacional, na quarta-feira, em Belo Horizonte, alguns jogadores podem ser poupados neste final de semana.

“É difícil falar sobre escalação, temos um jogo super importante na quarta-feira, é uma responsabilidade grande do técnico. Vamos ver quem está melhor, o atleta deve passar ao treinador como está se sentindo. E precisamos do resultado bom no Brasileiro, voltar a vencer. Vamos ver o que o Mano vai colocar em prática para a gente estar forte para encarar o clássico”, completou Fábio.