Do Mais Goiás

Às vésperas da Páscoa, coronavírus obriga docerias a se reinventarem

Delivery e novos produtos são algumas das estratégias para minimizar perdas na data mais lucrativa para o segmento

Às vésperas da Páscoa, coronavírus obriga docerias a se reinventarem
Delivery e novos produtos são algumas das estratégias para minimizar perdas na data mais lucrativa para o segmento (Foto: Divulgação)

Se depender das docerias goianas, a Páscoa deste ano será diferente, mas não menos doce. Muitos viram o planejamento para uma das datas mais lucrativas do ano cair por terra quando a epidemia do coronavírus se tornou realidade no Brasil.

Eles tiveram pouco tempo para acionar o plano B, mas se a Páscoa traz uma mensagem, essa mensagem é a do renascimento.

Segundo o Sebrae, os empresários do setor esperavam um crescimento de 5% a 10% nas vendas no período da Páscoa este ano, uma projeção que teve que ser revista com a crise da Covid-19.

É o caso da Sablé Patisserie que tinha expectativas grandiosas para sua quinta Páscoa e, por isso, tinha investido forte em matéria-prima e embalagens.

“Diferente de outros anos, quando vendíamos durante todo mês, este ano as vendas começaram a ocorrer mesmo nesta semana. A expectativa é dobrar a quantidade até sexta-feira”, conta o confeiteiro e sócio proprietário da Sablé, Adeyc Borges.

Às vésperas do momento mais importante do ano para o negócio, a empresa teve que se reinventar.

“Em uma semana, tivemos que nos adaptar para o delivery, que não tínhamos. Mudamos embalagens e até produtos, mas tivemos um retorno muito bom. Acredito que o doce ameniza essa situação tão trágica que estamos vivendo”, avalia o empresário.

A confeitaria Sweet Nana, especializada em biscoitos, também reduziu em 30% a meta de faturamento na data comemorativa.

“É nossa primeira Páscoa e investimos muito em apresentação, embalagens e divulgação dos produtos. De repente veio essa situação e, passado o baque, entendemos que é um momento de se reinventar”, conta a advogada e empresária Geovana Oliveira Brandão, uma das sócias da Sweet Nana.

Com comércio de rua e shopping centeres fechados, o delivery é a aposta dos pequenos para se destacarem frente à concorrência.

Nesse sentido, a Sweet Nana aumentou o investimento em divulgação, passou a oferecer frete grátis para vendas em Goiânia e lançou mão de uma estratégia de marketing que não ignora a pandemia, mas, pelo contrário, estimula o cliente a refletir sobre o sentido da Páscoa neste momento de incertezas.

“Acreditamos que há um significado maior em estarmos vivendo esse momento de quarentena juntamente com a Páscoa. É um momento de renascimento, de resgatar o cuidado e o zelo que a correria do dia a dia impossibilitavam. Por isso, propomos aos nossos clientes que enviem ovos de Páscoa de presente, como uma forma de conectar familiares e amigos que estão distantes neste momento”, conta Geovana.

Ambos os empresários concordam que, ainda que tenham sido atitudes tomadas para enfrentar uma situação inesperada, as novidades devem permanecer mesmo após o fim da crise.

“Não vemos essas mudanças como temporárias, mas como alterações significativas no estilo de vida e na forma de consumo da sociedade, o que nos motiva ainda mais para fazer o nosso melhor”, conclui a sócia da Sweet Nana.

Às vésperas da Páscoa, coronavírus obriga docerias a se reinventarem

Com comércio de rua e shopping centers fechados, o delivery é a aposta das empresas (Foto: Divulgação)

Páscoa doce e solidária: ovos de chocolate das confeitarias goianas

O apoio aos negócios locais está na essência do Mais Goiás e do Mais Cinco. Neste momento desafiador para o segmento da alimentação, em especial para os pequenos empreendimentos, motivamos ainda mais os nossos leitores a apoiarem quem com tanto carinho nos alimenta e proporciona boas experiências.

Faça dessa Páscoa um momento mais doce para você e ajude os negócios locais! Confira nossas indicações e fique à vontade para deixar nos comentários as suas recomendações também. Uma feliz Páscoa para nós!

Le Sucré Patisserie – Quer fartura nesta Páscoa? Talvez o ovo de 1,3 kg com casca de chocolate branco e recheio de brigadeiro de baunilha e pipoca de sucrilhos seja a opção para você!

Sable Patisserie – A pâtisserie aposta em ovos elaborados na apresentação e no sabor. Tem sabores surpreendentes como chocolate Ruby com pistache e limão, e cacau 72% sem lactose, sem açúcar e com castanhas e frutas secas.

Chou Colaterie – Ovo recheados são o forte da doceria que faz sua estreia nesta Páscoa. Mas para quem quiser inovar, também é possível encomendar barras de chocolate recheadas.

Luidoces – Dentre as opções para presentear, a doceria tem cestas que incluem chocolates em vários formatos.

Mari Chocolaterie – Entra ano, sai ano e a idealizadora da Mari Gourmet segue adoçando a Páscoa com chocolates em forma de arte. O ovo de bolo de cenoura com brigadeiro é um dos queridinhos dos clientes.

Atelier Patisserie – Brownie, Ninho, Nutella, Dadinho de caramelo, Dadinho de cookies… os chocólatras de plantão vão ter dificuldades em escolher apenas um sabor desta confeitaria artesanal.

Sweet Nana Atelie – Além dos ovos de Páscoa recheados, a doceria especializada em biscoitos amanteigados tem opções de alfajores, biscoitos e até canecas temáticas.

Low Iam Fit – Páscoa não precisa ser sinônimo de “pé na jaca”. A Low tem os ovos recheados sem açúcar, low carb e com ingredientes como colágeno e whey protein.

Brigaderia das Meninas – Já quem quer se esbaldar, pode cair de colher nos ovos recheados com muuuuito brigadeiro da Brigaderia das Meninas.

Texto: Luísa Gomes, do Mais Goiás