Morreu aos 102 anos: Ary Valadão liderou maior projeto de irrigação da América Latina

Ary Valadão nasceu em Anicuns e construiu carreira na União Democrática Nacional (UDN)

Morte de Ary Valadão: um grande estadista deixa seu legado sobre os moldes da política
Morte de Ary Valadão: um grande estadista deixa seu legado sobre os moldes da política (Foto: reprodução)

Vítima de complicações de uma pneumonia na manhã desta segunda-feira (9), aos 102 anos, o ex-governador Ary Valadão criou o maior e mais ambicioso projeto de irrigação da América Latina no período em que administrou o Estado: o projeto Rio Formoso, que impulsionou o cultivo de arroz no Centro-Oeste do Brasil e fez com que Goiás ganhasse manchetes internacionais.

Outro fato curioso sobre Ary diz respeito à sua data de nascimento. O ex-governador tinha dois registros: um de 1921, de acordo com o qual ele teria hoje 99 anos; e um de 14 de novembro de 1918. Este segundo é o correto.

Ary Valadão, filho de Benedito Theodoro Valadão e Emília Parrodi Valadão, nasceu em Anicuns, que fica a 84 quilômetros da capital goiana. foi agricultor, industrial, advogado e um político muito bem-sucedido.

Ary Valadão foi prefeito de Anicuns

Iniciou politicamente como membro da União Democrática Nacional (UDN) e nela foi eleito prefeito de Anicuns em 1947 e 1954 e deputado estadual por Goiás em 1958 e 1962, chegando à presidência do diretório estadual da legenda e líder de sua bancada na Assembleia Legislativa de Goiás (Alego).

Expandiu os horizontes de conhecimento, quando também se  formou advogado na Universidade Federal de Goiás (UFG) e pós-graduado em Criminologia e Balística.

Fatos históricos compõem sua caminhada política, como a deposição do governador Mauro Borges nos primeiros meses do Regime Militar de 64 e após a imposição do bipartidarismo mudou para a ARENA, sendo eleito deputado federal em 1966, 1970 e 1974, interrompendo sua estadia na Câmara dos Deputados em 77 para ocupar o cargo de secretário de Justiça no governo Irapuan Costa Júnior onde permaneceu por um ano.

Leia também: Morte de Ary Valadão: Caiado decreta luto oficial de três dias em Goiás

Em sua trajetória, chegou ao governo estadual durante os anos de 1979 e 1983. Além de mandatos como deputado estadual e federal por Goiás, voltou à Câmara dos Deputados depois pelo Estado do Tocantins, em 1989 e desenvolveu uma série de atividades econômicas na região da bacia hidrográfica do Rio Tocantins.

Sua trajetória foi marcada pela convicção e grandes obras nas áreas da educação, da infraestrutura e do agronegócio

Casado com Maria Baia Peixoto Valadão com quem teve cinco filhos, encerrou a carreira política com 80 anos.

Morte de Ary Valadão: Caiado decreta luto oficial de três dias em Goiás