Do Mais Goiás

Artista goiana apresenta espetáculo online de dança até o fim de maio

A bailarina goiana Anna Behatriz apresenta o espetáculo "Estilhaço", um projeto autoral

Bailarina goiana Ana Behatriz apresenta
Bailarina goiana Anna Behatriz apresenta "Estilhaço (Foto: Divulgação)

Desde o início da pandemia, a internet vem se transformando em palco para que artistas continuem levando arte e entretenimento para os lares de todo o país. Em meio a tantos espetáculos, a bailarina goiana Anna Behatriz também vem utilizando o ambiente virtual para dar continuidade aos seus projetos e, durante o mês de maio, apresenta o espetáculo de dança “Estilhaço“, de forma completamente online e gratuita.

O projeto é autoral e enfatiza a dança contemporânea, música experimental e os movimentos articulados por vibrações, respirações e contrações, o que propõe diálogos sobre os mais diversos temas do espectro cultural.

Serão seis apresentações, que acontecem nos dias: 04/05, às 19h, 05/05, às 09h, e 14/05, às 19h, no canal do Youtube do espetáculo Estilhaço. E nos dias: 15/05, às 20h, no canal do Youtube da Gambiarra MiniDoc; 21/05, às 20h, no canal do Youtube da Érica Bearlz; e 28/05, às 20h, no canal do Youtube do Sesc Goiás.

Ao fim de cada apresentação de “Estilhaço”, o público também poderá participar de uma roda de conversa sobre temas relacionados ao mundo da dança, produção cultural e processos criativos dramatúrgicos.

Os convidados para as conversas são as artistas e professoras Ana Reis e Luciana Ribeiro, a artista e pesquisadora Aline Brasil, o músico Ubiratan Costa, o artista e professor Jayme Marques, a iluminadora Luciene Araújo e as professoras e bailarinas Érica Bearlz e Luciana Caetano.

Sobre o espetáculo “Estilhaço”

Bailarina goiana Ana Behatriz apresenta "Estilhaço

Bailarina goiana Anna Behatriz apresenta “Estilhaço (Foto: Divulgação)

Estilhaço é um trabalho de dança com autoria de Anna Behatriz, que se articula através de bases de movimento e texturas sonoras, com matrizes construídas através de palavras realizadas por Código Morse: SOS e CARCOMER SILENCIOSAMENTE e sonoridades feitas exclusivamente para o espetáculo.

Além de qualidades de movimento como vibrações, contrações através de respiração, pequenos abandonos/sumiços, pequenos irromperes e escapes. Tais qualidades compõem o corpo ali em cena: corpo-sorriso, corpo- invasor, corpo-que-pisca.

Leia também: