Do Mais Goiás

Arthur Lira pode obter votos do DEM de Goiás em eleição na Câmara

Parlamentar busca apoio entre os goianos para bater Baleia Rossi

A visita do candidato à presidência da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP), em jantar realizado no Palácio das Esmeraldas, em Goiânia, na noite de segunda-feira (11), a Goiás parece ter feito algum efeito. Se não garantiu votos suficientes, pelo menos garantiu apoio de deputados goianos. Inclusive da bancada goiana dos DEM, que nacionalmente apoia o adversário, Baleia Rossi (MDB).

Informações de bastidores contam que o próprio governador Ronaldo Caiado (DEM), que ofereceu o jantar, articulado pelo presidente estadual do Progressistas, Alexandre Baldy, a despeito da orientação partidária nacional em apoio a Rossi, tenha manifestado preferência a Arthur Lira.

O cálculo é que pode haver estreitamento do estado com a Câmara dos Deputados com a nova Mesa Diretora apoiada pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido). Caso a vitória seja de Rossi, pode haver entraves pela relação conturbada entre MDB e DEM em Goiás.

Indecisos

O deputado federal Lucas Vergílio (Solidariedade) esteve na reunião, mas ainda não definiu voto. Ele espera a definição nacional da sigla, que deve ser feita no próximo dia 18, para se manifestar. A tendência é que o partido apoie Arthur Lira para a presidência.

Da ala dos indecisos, deputado José Nelto (Podemos), que também esteve na reunião, aponta que a decisão ainda deve passar pela decisão do partido, que deve se reunir no dia 15. O parlamentar ainda espera se reunir também com Baleia Rossi, que deve vir a Goiás, nos próximos dias.

“Não aceitamos estar envovildos com pautas de costumes. Isso não resolve nada para o Brasil. A pauta do Podemos é acabar com engavetamento de pautas das ruas, como prisão de primeira e segunda instâncias após a condenação. Além disso, colocar em votação o fim do cartel financeiros de instituições bancárias no Brasil”, avalia.

Definidos

Major Vitor Hugo (PSL) aponta que a vitória de Lira pode destravar pautas consideradas essenciais para o bolsonarismo, como facilitação de porte e posse de armas, além de dar andamento às reformas administrativa e tributária.

Devem seguir orientação dos respectivos partidos, delegado Waldir (PSL), Rubens Otoni (PT) e Elias Vaz (PSB) e votarem em Baleia Rossi.

A eleição da Câmara está marcada para o dia 1 de fevereiro.