Luto

Ari Peixoto chora ao vivo ao falar sobre colega morto em tragédia

O repórter chorou ao falar sobre a liberação do corpo do profissional da Globo, Guilherme




A tragédia envolvendo a Chapecoense e membros da imprensa aconteceu na terça-feira (29), mas a cobertura da mídia continua apurando os fatos, incluindo a liberação dos corpos das vítimas e o estado de saúde dos sobreviventes.

Considerado um dos repórteres mais experientes da TV Globo, Ari Peixoto não segurou a emoção e chorou a perda de um companheiro de emissora, ocorrida no acidente com o avião que levava também a equipe da Chapecoense na sua primeira final internacional, em Medellín, na Colômbia, na última terça-feira (28).

“A gente tem uma outra informação, que os próximos três corpos a saírem daqui, dois são de brasileiros e o outro é de um paraguaio, e um desses dois brasileiros, eu não queria dizer isso, mas é do nosso colega, do Guilherme Marques.. [pausa], me desculpa [choro]”, disse ele cabisbaixo, ao vivo, durante o “Jornal Hoje”, nesta quinta-feira (1).

Nesse momento, a imagem voltou para a Redação, em São Paulo, e Evaristo então respondeu. “Imagina, Ari, não precisa pedir desculpas. A gente entende completamente esse momento.”