carne podre

Apreendidas 12 toneladas de carne clandestina no entorno do Distrito Federal

Ação integra o Programa Goiás Contra a Carne Clandestina, que já apreendeu 68 toneladas de produtos impróprios para consumo humano e prendeu 20 pessoas entre 2015 e 2018


Da Redação
Do Mais Goiás | Em: 13/09/2019 às 17:28:01

(Foto: Divulgação / MP-GO)
(Foto: Divulgação / MP-GO)

Entre os dias 10 e 12 de setembro foram apreendidas 12 toneladas de carne clandestina em Formosa e no Distrito de Cabeceiras, ambos no entorno do Distrito Federal. A ação foi feita pelo Ministério Público De Goiás (MP-GO), em conjunto com a Agrodefesa, Vigilâncias Sanitárias Estadual e Municipal, Superintendência de Polícia Técnico-Científica e Polícias Civil e Militar.

De acordo com o MP-GO, foram inspecionados 28 estabelecimentos comerciais e em 18 deles foram encontradas irregularidades. Entre as principais infrações, estavam produtos sem inspeção, sem rotulagem, com prazo de validade vencido e fora dos padrões de higiene.

Todos os produtos irregulares foram descartados no aterro sanitário de Formosa. A fiscalização vai continuar e o MP-GO afirmou que os estabelecimentos “poderão apresentar defesa e terão oportunidade para se adequar”.

68 toneladas em quatro anos

A operação integra o Programa Goiás contra a Carne Clandestina, criado pelo MP-GO em 2015. Ela tem o objetivo de coibir a venda de produtos clandestinos e impróprios para o consumo humano. De acordo com o órgão, a ingestão de carne contaminada pode causar mais de 30 doenças transmissíveis, entre elas a tuberculose, a cisticercose, a brucelose, o botulismo, a aftosa e a raiva.

O balanço do programa aponta que, entre outubro de 2015 e junho de 2018, foram apreendidas mais de 68 toneladas de produtos impróprios para consumo de origem animal. Foram realizadas 23 operações em 1.127 estabelecimentos. Além disso, 20 pessoas foram presas em flagrante.