Doença

Após ser internada, jovem morre por dengue hemorrágica em Rio Verde

Caso é o primeiro registrado na cidade neste ano




Jeannine de Oliveira Martins, de 22 anos, morreu na terça-feira (18) com dengue hemorrágica em um hospital de Rio Verde, na Região Sudoeste do Estado. Depois de passar mal, a jovem foi encaminhada ao Hospital Presbiteriano Dr. Gordon no domingo (16), mas não resistiu à doença.

No hospital, Jeannine teve seis paradas cardíacas e foi transferida para a Unidade de Terapia Intensiva (UTI). A dengue hemorrágica, que depois foi confirmada pela Secretaria Municipal de Saúde (SMS) de Rio Verde como causa da morte, foi diagnosticada pela equipe médica na segunda-feira (17).

Os dados da SMS são de que em 2016 foram registrados 7.111 casos de dengue em Rio Verde de janeiro a agosto. Mas esse é o primeiro caso de dengue hemorrágica na cidade. A Secretaria Estadual de Saúde (SES) informou que já foi notificada do caso, que passará por análise para verificar se trata-se mesmo da doença.

A SES confirmou 14 casos de morte por dengue em Goiás neste ano de 80 casos notificados. Quatro dessas mortes aconteceram em Anápolis, três em Goiânia, três em Aparecida de Goiânia, três em Luziânia e uma em Cidade Ocidental.

Em entrevista à TV Anhanguera, o tio de Jeannine, Robson de Oliveira Silva, disse que os médicos conseguiram identificar a doença da jovem, mas que acredita ter sido um pouco tarde. “Uma dor muito grande para a família. Uma moça alegre, cheia de vida, muito alegre. Uma perda enorme que agora só Deus para curar essa dor enorme que toda a família sente dela.”

Velório e enterro

O velório e o enterro de Jennine aconteceram na cidade de Santa Helena de Goiás no cemitério Jardim da Saudade na manhã desta quarta-feira (19).