GO-080

Após roubo de caminhão, motorista é libertado de cativeiro, em Santo Antônio do Descoberto

Ladrão é interceptado por policiais e, em confronto, morre ao trocar tiros: vítima não se feriu


Jairo Menezes
Do Mais Goiás | Em: 09/05/2018 às 16:15:49

(Foto: PC-GO)
(Foto: PC-GO)

O homem identificado como Marcio Antônio Oliveira, de 37 anos, morreu em confronto com policiais em uma mata nas proximidades da GO-080, entre Nerópolis e Goiânia, no final da manhã desta quarta-feira, 9. Ele estaria armado, e resistiu a voz de prisão, após pular do caminhão ainda em movimento. O veículo, carregado com R$ 200 mil em carne bovina, havia sido roubado cerca de uma hora antes, na cidade de Santo Antônio do Descoberto. O motorista, que ficou em um cativeiro na zona rural, foi encontrado por policiais nesta tarde, e passa bem.

(Foto: Reprodução PC-GO)

(Foto: Reprodução PC-GO)

Um trabalho integrado entre a Delegacia Estadual de Repressão a Roubo de Cargas (Decar) e Polícia Militar, com vários batalhões envolvidos, foi desenvolvido para chegar à solução do caso. O roubo ainda estava em andamento quando equipes do Comando de Operações de Divisa (COD) se depararam com o caminhão transitando na rodovia. A ordem de parada não foi atendida, e Marcio Antônio, que, foi preso em janeiro deste ano, não queria voltar para a cadeia.

“Ele pulou com o caminhão ainda em movimento. Em seguida, o veículo sem condutor, invadiu o canteiro central da rodovia e capotou. Nossos policiais, conseguiram verificar que não havia outra pessoa no interior, e iniciaram as buscas em matas próximas, para onde o infrator se escondeu. Quando ele estava no visual, os policiais ordenaram que ele se rendesse, mas nesse momento ele atirou contra a equipe, que revidou. O agressor não resistiu”, descreveu o Chefe da Sessão de Comunicação da PM, tenente-coronel Marcelo Granja.

Segundo o delegado Alexandre Bruno Barros, da DECAR, “depois que os policiais tomaram ciência de que a vítima, que era o motorista da carga, ainda estava em poder dos ladrões, passaram a fazer cercos, na intenção de localizar o cativeiro”. A vítima foi localizada em um cativeiro, e libertada pelas forças policiais envolvidas. Todo o carregamento, avaliado em R$ 200 mil, foi recuperado e restituído ao proprietário.

No interior do veículo, os policiais encontraram vários objetos usados na ação criminosa. Balaclavas — toucas usadas para esconder os rostos dos ladrões —, e bloqueadores de sinal, para que nenhum localizador possivelmente instalado na carga ou no próprio caminhão, pudesse dar sinal aos policiais que faziam buscas.

(Foto: PC-GO)

(Foto: PC-GO)

Segundo o delegado Alexandre Bruno Barros, o criminoso morto em confronto tem passagens pela polícia, inclusive relacionadas à situações de crimes contra cargas. O trabalho foi elogiado pelo delegado que preside o inquérito: “Em Goiás, a integração no combate aos furtos e roubos de cargas funciona”.