FolhaPress

Após reunião, Inter decide demitir Ramírez e acerta detalhes para saída

O treinador comandou o colorado por 21 partidas, foram 10 vitórias, 4 empates e 7 derrotas

Foto: Ricardo Duarte/ Inter

Após reunião na manhã desta sexta-feira (11), a direção do Internacional decidiu demitir o técnico Miguel Ángel Ramírez. Detalhes da saída estão sendo definidos para que o clube oficialize o trâmite. A comissão técnica já foi informada do desligamento.

Ramírez está com Covid-19 e, por isso, não comandou o time na derrota por 3 a 1 para o Vitória na quinta (10), que significou eliminação na Copa do Brasil.

A equipe colorada procura resolver a questão do pagamento da multa rescisória do treinador e ainda tenta persuadir ele a aceitar uma saída de “comum acordo” para evitar a limitação de trocas de comando técnico no Campeonato Brasileiro.

Segundo apurou a reportagem, o parcelamento do pagamento da multa, que chega na casa dos R$ 10 milhões, está em pauta. A comissão técnica está disposta a negociar o valor.

Desde a estreia à beira do campo contra o Novo Hamburgo, Ramírez somou um total de 21 jogos à frente do Inter, incluindo a derrota para o Vitória, em que cumpria isolamento -foram 10 vitórias, 4 empates e 7 derrotas, com aproveitamento de 53,96%.

Sob seu comando, o Inter foi finalista do Gauchão, mas perdeu o título para o Grêmio. Se classificou como primeiro de seu grupo às oitavas da Libertadores e foi eliminado na terceira fase da Copa do Brasil.