FolhaPress

Após recusar casamento com primo, jovem é assassinada por tio na Itália

Restos mortais da vítima ainda não foram encontrados

Infeliz com o casamento arranjado pelos pais, com um de seus primos como o noivo, a jovem Saman Abbas decidiu fugir de sua casa na Itália - Após recusar casamento com primo, jovem é assassinada por tio na Itália
Após recusar casamento com primo, jovem é assassinada por tio na Itália (Foto: Reprodução/Freepik)

Infeliz com o casamento arranjado pelos pais, com um de seus primos como o noivo, a jovem Saman Abbas decidiu fugir de sua casa na Itália, ainda menor de idade. Mas segundo o jornal local Corriere Della Sera, meses depois, quando decidiu voltar para a família, a mulher acabou desaparecendo. Agora, um de seus tios, um homem de 33 anos, é acusado de ter matado a jovem em um suposto “crime de honra” motivado pela fuga da moça, de origem paquistanesa.

O homem foi pego confessando o crime em uma conversa virtual com uma parente, em que definiu o assassinato como um “trabalho bem feito”.

Quando deixou a família, em novembro de 2020, Abbas foi enviada pelas autoridades para um abrigo a cerca de 70 km de sua casa, por questão de segurança. Porém, ao completar 18 anos, em abril deste ano, a jovem decidiu voltar, com o seu desaparecimento sendo percebido pela polícia italiana apenas um mês depois.

Segundo depoimento de irmão mais novo da mulher, que não foi identificado, ela teria sido morta na madrugada do dia 1 de maio. “Segundo o que sei, eles a mataram estrangulando-a. Até porque, quando [ele] voltou para casa, não tinha nada nas mãos”, afirmou o garoto, fazendo referência a seu tio Hasnain Danish, conforme divulgou a Procuradoria da comuna de Reggio Emilia.

“Eu cheguei a dizer para ele que queria abraçá-la uma última vez, mas ele me disse que não poderia me dizer onde o corpo estava”, acrescentou o adolescente.

A investigação ainda está em andamento e além do tio outros quatro familiares da moça podem ser indiciados sob acusação de cumplicidade no homicídio: a mãe, o pai e dois primos de Abbas. Os restos mortais da vítima ainda não foram encontrados.

Casal gay que sofreu ameaças por causa de casamento tem a loja furtada em Anápolis; leia.