Larissa Feitosa
Do Mais Goiás

Após mãe morrer de Covid, criança vai morar com avô e é estuprada por ele

Além da neta, os investigadores apuram estupros contra um amiga dela, de 10 anos

Além da neta, os investigadores apuram que o homem teria estuprado também uma amiga dela, de apenas 10 anos
Após mãe morrer de Covid, criança vai morar com avô e é estuprada por ele (Foto: Reprodução/iStock)

A Policia Civil prendeu, nesta quarta-feira (31), um idoso de 71 anos suspeito de estuprar a neta, de apenas nove anos, em Piracanjuba, no Sul do estado. A menina teria ido morar com o avô depois que a mãe morreu por causa da Covid-19.

Além da neta, os investigadores apuram também supostos estupros por parte do avô contra uma amiga da menina, uma criança de 10 anos. Em depoimento, as duas garotas narraram como eram estupradas, por várias vezes.

De acordo com o delegado Leylton Barros, responsável pelo caso, a mãe da criança morreu no ano passado e, desde então, a avó e o avô acolheram a menina. O delegado suspeita que a avó sabia dos abusos. Os dois negam os crimes.

“A investigação aponta que a avó encobria a conduta do suspeito. Se ficar comprovado que ela atuou no caso, mesmo de forma omissiva, ela vai responder por estupro de vulnerável também”, afirmou o delegado.

Após a denúncia e prisão do avô, a menina ficará em um abrigo temporário até uma tia obter na Justiça o direito de ficar com ela.

A Polícia Civil recebeu a denúncia de forma anônima. Segundo a corporação o suspeito não possui antecedentes criminais. Mas, caso seja condenado, pode ficar na prisão por até 30 anos, pelo crime contra duas vítimas.

O nome do idoso não foi revelado pela polícia por causa da lei de abuso de autoridade. Por isso, a defesa dele não foi encontrada pela reportagem.