Música

Após hiato de sete anos, festival Moonstock é retomado na Chapada dos Veadeiros

Shows, oficinas e performances integram a programação entre 19 e 21 de outubro


Thais Lobo
Do Mais Goiás | Em: 19/10/2018 às 10:48:20

Celebration Band | Foto: Divulgação
Celebration Band | Foto: Divulgação

Conhecido como “Woodstock do Cerrado”, um dos festivais mais tradicionais volta à Chapada dos Veadeiros em sua 15ª edição, no ano em que completa 25 anos de história. Serão três dias de muita música, sobretudo de muito rock’n roll, na Praça do Bambu, em Alto Paraíso. Além de shows, haverá também oficinas, performances e apresentações que prometem uma verdadeira imersão artística no coração do Brasil. Toda a programação é gratuita.

Entre as 20 atrações que se apresentarão de sexta (19) a domingo (21).  Nos três dias, a programação começa às 16h, com oficina gratuita na Praça do Bambu, promovida do goiano Maracatu Leões do Cerrado. Na sexta, quem fecha a noite é a Celebration Band (DF), que há mais de dez anos homenageia Led Zeppelin.

No sábado, além do rock de Amanita Muscaria (DF), haverá dança do ventre com Íris Nurhan (DF) e uma apresentação intimista de Pacatto do Alto (GO), baseada no improviso. Domingo, a programação começa com uma batalha de Rima Freestyle entre artistas da Chapada, e termina com show do rapper RAPadura Xique-Chico (CE), que encerra o festival com um repertório que mescla rap e cultura popular.

HISTÓRIA

Na primeira edição, realizada em 1993, cerca de 2500 pessoas estiveram presentes no festival, superando, em números, a população da cidade. O Moonstock foi idealizado pelo músico e produtor Pacatto do Alto em parceria com o videomaker Abdon Bucar. Pacatto conta que tudo surgiu de uma brincadeira, em um dia de lua cheia: “Eu vi um casal de hippies passando e brinquei, dizendo que o pessoal estava voltando de Woodstock 25 anos depois, e daí surgiu a ideia de fazer o festival”.

A semelhança com um dos festivais mais marcantes da história não se resume apenas ao nome. Assim como em 1969, serão três dias de rock’n roll, em um lugar rodeado de belezas naturais e tendo como lema principal paz e amor, que foi inclusive o que motivou uma atualização da logomarca do festival. “A imagem dos outros cartazes era sempre de um lobo uivando para lua, dessa vez escolhemos a pomba da paz que foi o símbolo de Woodstock. Estamos vivendo em um momento de tanto ódio, de tanta disputa eleitoral e eu espero que as pessoas venham em busca de harmonia, em busca de rock, em busca de paz”, afirma o idealizador do evento, Pacatto do Alto.


SERVIÇO
Festival Moonstock
Praça do Bambu – Alto Paraíso (GO)
19, 20 e 21 de outubro

Sexta – 19/10
16h – Oficina – Maracatu Leão do Cerrado (GO)
20h – Caos – João de Lima e Lieber (IPEARTES – GO)
20h30 – Sol Cigano (Chile/Argentina)
21h – Captain Jack (GO)
22h – Os Cachorros das Cachorras (DF)
23h – Thiago Coimbra (DF)
00h – Seu Preto (DF)
01h – Celebration Band (DF)

Sábado – 20/10
16h – Oficina – Maracatu Leão do Cerrado (GO)
20h – Maracatu Leão do Cerrado (GO)
21h – Íris Nurhan Dança (DF)
22h – Segredo Instrumental (GO)
23h – Pacatto Cidadão do Alto (GO)
00h – Nata Violeta (DF)
01h – Amanita Muscaria (DF)

Domingo – 21/10
16h – Oficina – Maracatu Leão do Cerrado (GO)
18h – Chapada Rima (GO)
19h – Antonio Cáceres (Uruguai)
20h – Brahmastra (RJ)
21h – Goiaba e os tranquilos (GO)
22h – Allmind (SP)
23h – Alex Sanderson (GO)
00h – Rapadura Xique Chico (CE)