Do Mais Goiás

Após executarem rival, criminosos gravam vídeo com a cabeça da vítima

Randerson Silva, que em 2016 havia sido preso após degolar uma pessoa em Águas Lindas, foi assassinado horas depois de sair da cadeia

Um vídeo que circula nas redes sociais mostra criminosos segurando a cabeça de um homem assassinado na última sexta-feira (2), em Águas Lindas de Goiás, cidade que fica no Entorno do Distrito Federal. Nas imagens, os homens exibem a cabeça da vítima como forma de ‘troféu’ e ainda fazem ameaças a outros rivais.

A vítima do homicídio foi identificada como Randerson Silva Carmo, de 25 anos. De acordo com a Polícia Civil, o criminoso havia saído do Complexo Prisional de Aparecida de Goiânia horas antes de ser assassinado. Em 2016, ele foi preso e condenado por matar e degolar um rival em Águas Lindas.

Entre as pistas já apuradas, a Polícia Civil tem em mãos um vídeo onde um homem, que se apresenta como membro de uma associação criminosa, exibe a cabeça de Randerson, e faz ameaça a rivais, que seriam integrantes de uma facção denominada “trem bala”.

Na gravação, é possível ouvir a voz de outros dois criminosos. “Derrama nosso sangue, seus malditos, que nóis (sic) vai buscar vocês. É o três, não passa nada”. No final, o criminoso ainda manda um salve (abraço) para três comparsas, citados apenas pelos apelidos.

O crime

Pessoas que passavam por uma praça que fica no Bairro Santa Lúcia encontraram a cabeça do homem dentro de um saco plástico e acionaram a Polícia Militar. Poucas horas depois, a Polícia Civil descobriu que a cabeça era de Randerson Silva. Até agora, o corpo dele não foi localizado.

Em maio de 2016, Randerson foi preso após matar e cortar a cabeça de um criminoso que pertencia a uma gangue rival, também em Águas Lindas de Goiás.

Inicialmente, ele permaneceu preso na cidade, mas naquele mesmo ano foi transferido para o Complexo Prisional de Aparecida de Goiânia, de onde foi liberado na manhã da última sexta-feira. A suspeita é que a morte dele tenha sido praticada por comparsas do criminoso que ele executou e degolou cinco anos atrás.