Cidades

Após danos provocados pela chuva, prefeitura realiza obras de contenção no Parque Ambiental Macambira

Medidas estão sendo tomadas depois que parte da pista de caminhada e do muro de pedras da entrada do parque foram danificados em 2 de novembro. O PAM foi inaugurado em 20 de outubro





//

Dentre as medidas para amenizar e conter a força das chuvas no Parque Ambiental Macambira (PAM), o Consórcio que executa as obras do Programa Urbano Ambiental Macambira Anicuns (Puama) está construindo curvas de nível dentro do parque e ampliando as bocas de lobo e ramais ao seu redor. As intervenções visam melhorar a captação das águas, bem como a adaptação do formato de algumas dessas bocas de lobo para impedir a contenção de resíduos.

As medidas estão sendo tomadas depois que parte da pista de caminhada e do muro de pedras da entrada do parque foram danificados em 2 de novembro. O PAM foi inagurado em 20 de outubro. Na época, a prefeitura afirmou que a rede de drenagem pluvial do bairro não suportou o volume de água, que acabou descendo para o parque.

De lá paca cá já foram construídas várias bocas de lobo para o escoamento da água que desce da parte alta do Setor Faiçalville rumo ao PAM, porém, devido à força da chuva e ao lixo que é carreado, elas se tornaram insuficientes para escoar o volume de água que vem caindo nos últimos dias. “Isto se deve a vários fatores, desde a questão da permeabilidade do solo e a drenagem subdimensionada no bairro, até o descarte inadequado e indiscriminado de lixo pela própria comunidade, o que proporciona entupimento de bocas de lobo e alagamento de algumas regiões”, afirma a assessoria da prefeitura,

Outras medidas, como a instalação de grelhas e novas caixas de infiltração dentro do PAM para ampliar a captação e o escoamento da água da chuva, também estão sendo tomadas. O prazo final para a entrega do objeto licitado – PAM, setores 1, 2 e 3 do Parque Linear e as travessias – é setembro de 2016 e o ocorrido não deve implicar em atrasos na obra.

A prefeitura esclarece que os danos causados em alguns pontos do parque não inviabilizam seu uso pela comunidade. “Os goianienses já estão desfrutando normalmente do espaço, inclusive com a realização de passeios ciclísticos, caminhadas e brincadeiras no Parque Infantil.”