Feminicídio

Após ameaça, mulher é morta com tiro no rosto em Novo Gama; PC suspeita de ex-namorado

Um dia antes do homicídio, suspeito havia pichado o muro da casa em que a mulher morava com a frase "Vai morrer os dois". Ameaça foi feita contra à vítima e ao homem com o qual ela se relacionava


Da Redação
Do Mais Goiás | Em: 15/10/2019 às 12:22:37

Após ameaças, uma mulher identificada como Denise Aparecida,46, foi morta com um tiro no rosto na casa em que morava, em Novo Gama, pelo ex-namorado. (Foto: Reprodução/TV Anhanguera)
Após ameaças, uma mulher identificada como Denise Aparecida,46, foi morta com um tiro no rosto na casa em que morava, em Novo Gama, pelo ex-namorado. (Foto: Reprodução/TV Anhanguera)

Uma mulher identificada como Denise Aparecida dos Santos, de 46 anos, foi morta com um tiro no rosto na casa em que morava, em Novo Gama, no Entorno do Distrito Federal (DF). O crime ocorreu na manhã desta segunda-feira (14), um dia após o ex-namorado ameaçar a vítima. Cléber Rogério de Oliveira Soares, 36, principal suspeito do assassinato, que está foragido, teria pichado o muro da residência da mulher com a frase “Vai morrer os dois”. Ameaça foi feita contra a vítima e o homem com ela se relacionava atualmente.

Segundo informações repassadas pela Polícia Civil (PC), Denise e Cléber tiveram um relacionamento de seis anos, mas romperam no último mês de maio. O homem, no entanto, não aceitava a separação e o novo namoro da mulher. O suspeito teria, inclusive, ameaçado a ex-companheira, por meio de mensagens via aplicativo, antes de matá-la.

(Foto: Divulgação/Polícia Civil)

Com medo, a mulher chegou a acionar a Polícia Militar (PM), mas a corporação não encontrou o suspeito. Então, ela decidiu ficar na casa de familiares. Na segunda-feira (14), porém, a vítima retornou a residência em que morava e foi surpreendida pelo ex-companheiro, que já esperava dela no interior do imóvel.

Relatos de testemunhas dão conta de que Denise teria retornado ao local para pegar documentos pessoais e alguns pertences para ir até a Delegacia Especializada no Atendimento à Mulher (Deam), onde registraria um boletim de ocorrência.

Ainda conforme depoimentos coletados, o relacionamento de Denise e Cléber era conturbado. Em maio eles teriam terminado após a mulher descobrir traição do ex-namorado. Outras testemunhas, incluindo o homem com quem a vítima mantinha relacionamento antes de ser morta, serão ouvidas. O suspeito do crime é procurado pela Polícia.

Cléber é o principal suspeito do crime. (Foto: reprodução/TV Anhanguera)