Patinetes do mal

Apesar do sucesso, denúncias mostram mal uso dos patinetes compartilhados em Goiânia

Leitores do Mais Goiás flagraram estudantes apostando corridas e fazendo manobras com os aparelhos


Artur Dias
Do Mais Goiás | Em: 01/04/2019 às 18:17:30

(Foto: Reprodução)
(Foto: Reprodução)

Os patinetes elétricos compartilhados, uma nova forma de mobilidade implementada pela prefeitura de Goiânia no dia 22 de março, tem chamado a atenção não apenas pela praticidade. Denúncias enviadas ao Mais Goiás mostram que, em alguns casos, o aparelho tem sido mal utilizado.

Uma denúncia feita por um leitor mostra alguns estudantes usando o veículo de forma inadequada. De acordo com ele, os jovens estavam uniformizados, apostavam corridas e faziam manobras como “zerinhos”.

Uso correto

De acordo com a Secretaria Municipal de Trânsito (SMT), as regras para o uso dos patinetes compartilhados são as mesmas para o uso de bicicletas. A empresa Grin, que gerencia o serviço em Goiânia e outras capitais brasileiras, tem no site uma série de recomendações para o uso do veículo.

As regras para o uso dos patinetes são:

Ter mais de 18 anos de idade;

Usar um capacete;

Ter apenas um motorista por patinete;

Não ficar nas calçadas;

Apenas o proprietário da conta pode usar o patinete;

Não bloquear rampas nem travessias de pedestres;

Seguir as regras de trânsito;

Manusear o patinete com cuidado.

Além das regras, a empresa também dá dicas de segurança para a utilização dos mesmos. Entre elas estão descer do patinete para transitar em elevações, evitar buracos, não fazer manobras arriscadas, manter os dois pés na prancha enquanto estiver em movimento, manter as duas mãos no guidão e não usar o celular enquanto estiver em movimento. Além disso, ela recomenda que os usuários utilizem ciclovias e ciclofaixas a 20km/h. Em calçadas (somente se precisar, diz a Grin) a velocidade deve ser de 6km/h.

Sucesso

O novo veículo tem feito sucesso entre os goianienses. No início, foram disponibilizados 60 patinetes em locais privados com acesso público, como shoppings e supermercados, localizados no setor Bueno. Cinco dias depois foi anunciada a ampliação dos serviços. A previsão é que ele vá agora para os setores Oeste, Sul e Alto da Glória.