Do Mais Goiás

Aparecida gasta R$ 10 milhões por ano com descarte ilegal de entulho

Multa por flagrante do crime ambiental pode variar de R$ 500 a R$ 5 mil

Descarte de Entulho em Aparecida (Foto: Claudivino Antunes/SecomAparecida)
Descarte de Entulho em Aparecida (Foto: Claudivino Antunes/SecomAparecida)

Aparecida gasta R$ 10 milhões por ano com descarte ilegal de entulho. O crime ambiental é feito principalmente em lotes vazios, áreas públicas e áreas de proteção ambiental. O lixo compromete vários mananciais de nascentes de córregos que estão no município. A prefeitura recolhe mais de 4 mil toneladas de resíduos por mês e o material descartado vem tanto da própria cidade, quanto de municípios vizinhos.

O descarte irregular de resíduos em lotes baldios e áreas públicas é crime ambiental e de acordo com a legislação municipal, a multa pelo flagrante pode variar de R$ 500 a R$ 5 mil. Além do problema de contaminação dos mananciais de nascentes dos córregos da cidade, gera distúrbios sanitários e de saúde pública. Entre eles, proliferação de insetos e aumento do número de criadouros do mosquito Aedes Aegypti, vetor da dengue, zika vírus, febre amarela e chikungunya.

O titular da Secretaria de Desenvolvimento Urbano de Aparecida (SDU), Max Menezes diz que todo o gasto despendido com a mobilização de equipamentos e efetivo no combate ao descarte irregular de resíduo poderia ser revertido em benfeitorias públicas. “A maior parte desse material é descartado pelo próprio cidadão. Se houvesse consciência, o dinheiro público empregado nessas ações poderia ser convertido em benefícios ao cidadão”, defende o secretário.

Max ainda afirma que além do cidadão comum, empresas que são pagas para descartar o entulho corretamente optam por abandonar os resíduos de forma irregular para burlar a taxa cobrada pelo aterro sanitário. “Esse tipo de crime acontece no município, mas já sabemos as principais empresas que cometem a contravenção, algumas são reincidentes”, revela.

Reincidência

O secretário diz que a pasta realiza a limpeza frequente de espaços públicos e terrenos privados, mas basta o local estar limpo para que o cidadão volte a descartar seu lixo irregularmente. “É uma questão cultural. Temos que ter consciência de cuidar do resíduo que produzimos”. Ao ser questionado sobre deficit de fiscalização no município, Max diz que o trabalho dos fiscais depende da demanda e o aparecidense pode ajudar a diminuí-la fazendo o descarte correto de resíduos. Em média são recolhidas cerca de 4,2 mil toneladas de resíduos descartados irregularmente em Aparecida a cada mês.

Denúncia e Disque Busca

Além de contribuir de forma consciente com a destinação correta de resíduos, a população também pode denunciar o crime ambiental pelos telefones 3545-5930 e 3545-6040. As multas para quem comete esse crime, conforme legislação municipal, variam de R$ 500 a R$ 5 mil.

O cidadão que quiser descartar móveis ou eletrodomésticos usados, como sofás, geladeiras, armários e fogões, pode usar o serviço de Disque Busca da prefeitura ligando no 3545-9969. A solicitação é atendida em até 72 horas pelo Poder Municipal por meio de agendamento da coleta. Após o recolhimento do material, há a separação daqueles que podem ser reaproveitados e enviados às cooperativas de reciclagem do município. O restante é destinado ao Aterro Sanitário.