Do Mais Goiás

Aparecida entra no cenário verde e flexibiliza ainda mais abertura do comércio

No cenário verde, cada macrozona fecha um dia na semana

Aparecida entra no cenário verde e flexibiliza ainda mais abertura do comércio
Aparecida entra no cenário verde e flexibiliza ainda mais abertura do comércio (Foto: Wigor Vieira)

Aparecida de Goiânia iniciou, neste domingo (2), o cenário verde de risco baixo. Com isso, a cidade – dividida em dez macrozonas – fecha as atividades econômicas não essenciais de duas macrozonas um dia da semana, de segunda a sexta-feira. Sábado e domingo, todas podem abrir.

Vale lembrar, em 15 de março entrou em vigor o isolamento social intermitente por escalonamento regional. À época, Aparecida estava em cenário laranja, considerado de risco alto conforme a matriz de risco da Secretaria Municipal de Saúde (SMS) em relação ao novo coronavírus.

Naquele momento, as macrozonas fechavam duas vezes por semana – a cada dia quatro ficavam fechadas, inclusive serviços essenciais como mercados. No sábado e domingo, no cenário laranja, todas as macrozonas fechavam só podiam abrir os serviços essenciais.

Já em 9 de abril, a cidade entrou no cenário amarelo, ou seja, de risco moderado. Neste, as macrozonas fecham uma vez por semana – sendo duas macrozonas fechadas por dia da semana, podendo todas abrirem no sábado (mas não no domingo).

Fechamento das macrozonas

A mudança para o cenário verde observou, dentre outras coisas, a ocupação de leitos de UTI, que se mantiveram em 50% de ocupação durante a semana e, no sábado (1), 34%. Além disso, a letalidade em Aparecida está em 1,88% e o índice de transmissão, 0,88%, segundo a prefeitura.

Segundo a prefeitura de Aparecida, no cenário verdade duas macrozonas fecham a cada dia. Para começar, na segunda, Vila Brasília e Alto Paraíso ficam sem funcionar.

Seguindo, na terça, é a vez de Garavelo e a Zona da Mata. Já na quarta-feira, Centro e Expansul. Na quinta, Papillon e Santa Luzia e, por fim, na sexta, fecham Buriti Sereno e Cidade Livre.