Do Mais Goiás

Aparecida consegue empréstimo internacional de US$ 120 milhões

Recurso será utilizado em pavimentação, cinco parques, pontes e viadutos

Acordo sobre concessão de trecho do Anel Viário pode agilizar início de obras em Goiânia (Foto: Reprodução)
Acordo sobre concessão de trecho do Anel Viário pode agilizar início de obras em Goiânia (Foto: Reprodução)

Aparecida de Goiânia foi uma das cidades brasileiras a ter aprovação da Comissão de Financiamentos Externos (Cofiex) do Ministério da Economia, em sua 151ª reunião realizada na última quinta-feira (29), para projetos financiados com recursos externos de bancos multilaterais de desenvolvimento. O município teve o maior valor aprovado: U$ 120 milhões de dólares.

A aprovação ainda deve passar por nova avaliação da capacidade financeira e econômica do município pela Secretaria do Tesouro Nacional (STN), análise do contrato com o Novo Banco de Desenvolvimento (NBD), entidade autorizada a celebrar o acordo, e, então, seguir para o Congresso Nacional. O cálculo da Prefeitura de Aparecida é que os recursos sejam liberados em setembro próximo.

Entre as obras previstas estão seis pontes, dois viadutos e duas trincheiras. Além de recuperação e implantação de cinco parques municipais, entre outras obras. A previsão é usar os recursos para travessia da Avenida Bela Vista sobre a BR-153. Um viaduto para interligar o Centro ao Setor Expansul, também sobre a rodovia. Além de algumas intervenções no Anel Viario.

Liberação

O secretário da Fazenda de Aparecida, André Luis Rosa, aponta que a partir do momento que em o empréstimo for formalizado é possível ter o recurso disponível para desembolso. A partir de então, são previstos 90 dias para que haja a prestação de contas. Neste sentido, é provável que as obras tenham início já em setembro, com licitação aberta.

“As obras de mobilidade deverão resolver gargalos, dimunindo o tempo gasto pelo aparecidense para se deslocar pela cidade”, aponta o secretário.

Ao todo, a Cofiex liberou o valor total de US$ 767,10 milhões, para dez projetos financiados em todo o país.