Do Mais Goiás

AO VIVO: CPI da Covid ouve médicos favoráveis ao “tratamento precoce”

Além disso, é aguardada a divulgação da lista de pessoas que passarão de testemunhas para investigadas

Francisco Eduardo Cardoso Alves.
Francisco Eduardo Cardoso Alves é um dos ouvidos desta sexta-feira (18) (Foto: Jane de Araújo/Agência Senado)

A CPI da Covid ouve nesta sexta-feira (18) os médicosRicardo Ariel Zimerman e Francisco Eduardo Cardoso Alves. Os dois profissionais são favoráveis ao uso do chamado “tratamento precoce”, que é composto por medicamentos como ivermectina, cloroquina e hidroxicloroquina.

Ricardo Zimerman é infectologista e ex-presidente da Associação Gaúcha de Profissionais em Controle de Infecção e Epidemiologia Hospitalar. Para ele, os medicamentos já possuem a eficácia comprovada. O profissional foi convidado com requerimentos confeccionados pelos senadores Luis Carlos Heinze (PP-RS) e Marcos Rogério (DEM-RO).

Francisco Alves é especialista em infectologia pelo Instituto Emilio Ribas e diretor-presidente da Associação Nacional dos Médicos Peritos da Previdência Social (ANMP). Ele, inclusive, seria um dos coautores da nota informativa do Ministério da Saúde que orientava para o tratamento precoce. Ele foi convidado por Jorginho Mello (PL-SC), Ciro Nogueira (PP-PI) e Heinze.

“O doutor Francisco Eduardo Cardoso Alves possui ampla experiência na área clínica em doenças infectocontagiosas, parasitárias e tropicais (consultório, ambulatório, enfermaria, emergência e terapia intensiva), e como médico intensivista plantonista em hospitais de doenças infecciosas, tanto da rede pública quanto privada”, afirma Ciro.

Requerimentos

Além disso, os senadores votarão diversos requerimentos, entre eles o possível chamamento de Cláudio Castro, atual governador do Rio de Janeiro. Na sessão também é aguardada a lista de pessoas que o relator da Comissão, Renan Calheiros, que passarão de testemunhas para investigados. São 12 nomes:

  • 1. Marcelo Queiroga, ministro da Saúde;
  • 2. Eduardo Pazuello, ex-ministro da Saúde;
  • 3. Ernesto Araújo; ex-ministro das Relações Exteriores;
  • 4. Fabio Wajngarten; ex-secretário de Comunicação;
  • 5. Mayra Pinheiro; secretária de gestão e trabalho do Ministério da Saúde;
  • 6. Nise Yamaguchi; médica;
  • 7. Paulo Zanoto; médico;
  • 8. Carlos Wizard; empresário;
  • 9. Arthur Weintraub; ex-assessor da Presidência;
  • 10. Francieli Fantinato Fontana; coordenadora do Programa nacional de Imunização;
  • 11. Elcio Franco; ex-secretário; e
  • 12. Marcellus Campêlo, ex-secretário de Saúde do Amazonas.

Assista aos depoimentos: