Violência

Ao menos seis assassinatos foram registrados na grande Goiânia

O primeiro caso aconteceu na manhã de sábado (28/11). Um homem foi encontrado morto em uma rua do Parque Maracanã, em Goiânia.





//

Ao menos seis pessoas foram mortas de sábado até a manhã deste domingo (29/12), em Goiânia e na região metropolitana da Capital. O Corpo de Bombeiros foi acionado para atender cinco ocorrências.

O primeiro caso aconteceu na manhã de sábado (28/11). Um homem foi encontrado morto em uma rua do Parque Maracanã, em Goiânia. Ele foi atingido por uma pedrada na cabeça. O homem ainda não identificado morreu no local.

De acordo com o Corpo de Bombeiros, o outro caso aconteceu na noite de sábado no setor Estrela Dalva, em Goiânia.

Segundo a Polícia Civil, Everardo Pereira Gomes, de 39, anos, estava trabalhando na Mercearia Vitória quando o criminoso entrou no estabelecimento e o baleou. Ele morreu no local.

Um outro caso aconteceu na BR-153 na esquina com a Avenida Anhanguera, na Vila Morais, por volta das 22h40. Paulo César Ferreira de Sousa Filho, 18 anos, tentou roubar um carro, mas foi surpreendido por um policial militar que presenciou às vítimas sendo abordadas.

Segundo a Polícia Militar (PM), ele deu voz de prisão, mas o suspeito reagiu e acabou sendo baleado. Paulo César não resistiu e morreu dentro do veículo.  O comparsa foi preso logo em seguida.

Na madrugada deste domingo, no Jardim Guanabara, também na Capital, o haitiano Watson Simoliard, 32 anos, foi esfaqueado várias vezes no abdômen, nas costas e no tórax. Ele não resistiu aos ferimentos e morreu no local. De acordo com a PC, a vítima tinha passagens por furto e era usuário de drogas.

No Itaipu, em Goiânia, um homem ainda não identificado foi morto a tiros. Ele foi atingido por disparos no pescoço e no tórax.

Na Vila Santa Rosa, em Senador Canedo, também foi baleado e morto na noite deste sábado. Nos dois casos, as vítimas não resistiram aos ferimentos e morreram no local.

Todos os casos estão sendo apurados pela Delegacia Estadual de Investigação de Homicídios.

Tópicos