ANEL VIÁRIO

Ao lado de ministro, Caiado destaca sintonia com governo Bolsonaro

Ministro Tarcísio de Freitas, de Infraestrutura, participa em Goiânia da entrega da restauração do anel viário de Goiânia e Aparecida


Alexandre Bittencourt
Do Mais Goiás | Em: 28/09/2020 às 15:54:48

Governador Ronaldo Caiado e o ministro Tarcísio de Freitas, de Infraestrutura (Foto: Cristiano Borges/Governo de Goiás)
Governador Ronaldo Caiado e o ministro Tarcísio de Freitas, de Infraestrutura (Foto: Cristiano Borges/Governo de Goiás)

Acompanhado do ministro da Infraestrutura, Tarcísio de Freitas, durante a solenidade que marcou a conclusão das obras de restauração e adequação do anel viário de Goiânia e de Aparecida, no trecho que liga as rodovias BR-060 e BR-153, o governador Ronaldo Caiado (DEM) demonstrou entusiasmo com a sintonia da sua administração com a gestão do presidente Jair Bolsonaro (sem partido). 

“O setor de infraestrutura no governo Jair Bolsonaro é algo que teria uma projeção para 20 anos, mas vocês estão antecipando tudo isso, de forma acelerada, para construir em quatro anos. É algo que estamos assistindo no Estado e que nunca vimos antes”, disse Caiado.

Na opinião do governador, os investimentos do governo federal em infraestrutura beneficiam historicamente os estados litorâneos, com portos, ferrovias e rodovias destinados ao escoamento da produção. Mas, continuou Caiado, a postura do governo Bolsonaro mudou esta lógica ao destinar recursos para unidades da Federação localizadas no interior do Brasil.

O governador cita, como exemplo, a Ferrovia de Integração do Centro-Oeste, que ligará o município de Água Boa, no Mato Grosso, a Mara Rosa, no Norte goiano. O contrato para realização desta obra deve ser assinado em novembro. 

O ministro retribuiu os elogios do governador. “É muito mais fácil trabalhar e prover a estrutura quando temos a parceria do governo do Estado. Tudo é feito de forma combinada e flui mais rápido. Isso faz com que a gente tenha um crescimento muito grande na questão da estrutura aqui no Estado de Goiás”.

Técnicos do governo do Estado afirmam que a obra – que custou R$ 27,9 milhões – deveria ser entregue só daqui a dois meses, mas que o cronograma foi antecipado. Consiste em 16,9 quilômetros de pista duplicada, adequação dos retornos existentes e implantação de barreiras de proteção em pontos estratégicos da via, que vão coibir o tráfego de veículos em locais inadequados.