Do Mais Goiás

Anvisa esclarece seu papel de atuação nos casos dos jogadores brasileiros vindos do Reino Unido

O atacante Willian foi impedido de jogar neste domingo (12), já Andreas Pereira jogou e segundo a Anvisa será punido

Atacante Willian durante treino no Corinthians
Atacante Willian durante treino no Corinthians. Foto: Rodrigo Coca -Ag.Corinthians

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) emitiu uma nota neste domingo (12) para esclarecer o seu papel nos últimos casos envolvendo o atacante Willian do Corinthians, o meia Andreas Pereira do Flamengo e também dos jogadores argentinos, que participaram do jogo entre Brasil e Argentina, pelas Eliminatórias da Copa do Mundo. Em comum, todos os atletas vieram do Reino Unido e não cumpriram a quarentena obrigatória de 14 dias.

Na nota publicada no site, a Anvisa destaca que todos os viajantes, seja ele brasileiro ou estrangeiro, que chega ao Brasil preenche a Declaração de Saúde do Viajante (DSV). Após isso, a agência envia os dados para que os órgãos estaduais e municipais possam acompanhar as pessoas no cumprimento da quarentena.

“O papel da Anvisa se encerra quando notifica a saúde local. Mesmo tendo encerrado sua participação no protocolo, a Anvisa constatou que os jogadores saíram de suas casas, treinaram, jogaram ou até foram listados para irem a campo. Como aparentemente não houve a ação das equipes de vigilância em saúde dos municípios e dos os estados onde os jogadores deveriam estar em quarentena, ou o descumprimento por parte dos jogadores ocorreu a revelia das orientações dessas autoridades, a Agencia acionou novamente as vigilâncias locais”, disse a nota.

“A conscientização de todos passa também pela colaboração de ícones e ídolos que agitam imensas torcidas do nosso futebol”, finalizou a nota da Anvisa.

O que ocorreu com o atacante Willian e o meia Andreas Pereira?

O atacante Willian do Corinthians foi impedido de entrar em campo contra o Atlético-GO neste domingo (12), pela Anvisa. Isso porque, o jogador, que chegou ao Brasil no dia 1 de setembro, vindo do Reino Unido, deveria passar por quarentena de 14 dias, fato que não ocorreu. O atleta havia sido relacionado para o duelo, mas a agência notificou o clube do fato e ele voltará para São Paulo para cumprir o período final de quarentena.

Outro atleta que chegou do Reino Unido recentemente foi o meia Andreas Pereira, do Flamengo. O jogador não cumpriu a quarentena e chegou a atuar com a camisa do rubro-negro, no dia 28 de agosto. Segundo a Anvisa, eles só tomaram conhecimento após o atleta ter treinado e jogado. Ainda de acordo com eles, o meia também assinou o termo de responsabilidade e será tomada as medidas necessárias no sentido de punir o jogador e os envolvidos.