Estadao Conteúdo

Antes do jogo com PSG, Koeman diz que Barcelona ‘pode derrotar todo mundo’

Espanhóis contam com retorno de Gerald Piqué; equipe francesa não terá Neymar

Na véspera do primeiro confronto entre Barcelona e Paris Saint-Germain pelas oitavas de final da Liga dos Campeões, no Camp Nou, nesta terça-feira (16), o técnico do clube espanhol, Ronald Koeman, analisou o cenário e destacou que a equipe catalã está no mesmo nível dos principais rivais na competição.“Eu não vejo outros times muito melhores que o Barcelona no momento”, disse Koeman em entrevista coletiva nesta segunda-feira. “Mas eu não acho que é bom se você está esperando muitas coisas do time e jogando com jovens atletas para especular a Liga dos Campeões. Isso não é bom”, ressaltou.

O otimismo do técnico é compreensível, afinal, o Barcelona vem de uma goleada sobre o Alavés, pelo Campeonato Espanhol, tendo engatado uma série de sete vitórias na competição. Mas o excesso de confiança pode não se justificar ao se olhar a temporada como um todo. Vale lembrar que a equipe está em desvantagem na Copa do Rei, já que perdeu o primeiro compromisso para o Sevilla, na semifinal do torneio.

“Nós temos uma boa equipe”, acrescentou o comandante do clube catalão. “Estamos melhorando e jogando em um alto nível. Eles também em um alto nível físico. E nós temos jogadores fantásticos, o que significa que nós podemos derrotar todo mundo, e é isso que nós queremos mostrar competindo com os melhores times da Europa.”

Para o jogo com o PSG, o Barcelona terá a ausência de peças importantes, como Sergi Roberto, Ronald Araujo, Ansu Fati e Philippe Coutinho. Porém, a defesa contará com o reforço de peso de Gerald Piqué. Ele estava fora de combate desde dezembro, devido problemas no joelho, mas treinou na última semana e deverá ser utilizado por Koeman.

Do outro lado, Mauricio Pochettino não contará com Neymar, machucado. Portanto, as apostas da equipe francesa estarão em Kylian Mbappé. O PSG entra em campo para acabar com um tabu histórico, já que nunca venceu o Barcelona no Camp Nou.