QUEM QUER DINHEIRO?

Anonymous vaza suposto cartão de crédito de Silvio Santos e deseja boas compras

“Vocês pediram, nós entregamos", publicou o perfil de hackers. Além de Silvio Santos, Anonymous já divulgou dados de Jair Bolsonaro


Da Redação
Do Mais Goiás | Em: 03/06/2020 às 12:43:02

“Vocês pediram, nós entregamos
“Vocês pediram, nós entregamos", publicou o perfil de hackers. Além de Silvio Santos, Anonymous já divulgou dados de Jair Bolsonaro

Na madrugada desta quarta-feira (3) o grupo de hackers Anonymous divulgou dados do suposto cartão de crédito de Silvio Santos. O grupo já expôs dados de Jair Bolsonaro (sem partido) e dos filhos, além de publicar que os outros “alvos” serão os aliados e apoiadores do presidente.

“Vocês pediram, nós entregamos. Segue os dados do Silvio Santos (Senor Abravanel), boas compras”, escreveu o perfil Anonymous.

A publicação é uma resposta a um outro perfil hackitivista, AnonCyber (@An0nCyber), que afirma ter feito uma doação de 1,7 mil dólares a uma organização social de combate ao coronavírus usando cartão de crédito de um político.

Até a publicação desta matéria, Silvio Santos não se manifestou sobre o caso.


O perfil ainda voltou a fazer ameaças a Bolsonaro. “Essa merda vai feder muito mais que vocês imaginam, Bolsonaro e seus familiares estão envolvidos com um dos maiores milicianos do Rio de Janeiro, muita gente importante da alta cúpula envolvido nesse esquema”.

Vale lembrar que, após a divulgação dos dados pessoais de Bolsonaro e dos filhos pelo grupo Anonymous, internautas filiaram o presidente ao PT (Partido dos Trabalhadores). Contudo, a legenda usou as redes sociais para comunicar que o pedido de filiação foi indeferido.

O grupo Anonymous também já hackeou o site da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) como forma de retaliação contra o apoio da agência em permitir que operadoras de telefonia limitem a banda dos usuários.

Na ocasião, o Anonymous deixou uma carta no site, cobrando melhor infra-estrutura de rede e exigindo melhoras nos serviços das operadoras. Além disso, CPF, endereço, nome dos pais e telefones de João Rezende, presidente do órgão, foram divulgados na internet.