Anderson Silva é flagrado no antidoping por anabolizante

Exame revela que havia no organismo do brasileiro a substância drostanolona, que é um esteroide anabolizante

O lutador Anderson Silva foi reprovado em teste antidoping, anunciou na noite desta terça-feira, o UFC. De acordo com um comunicado, em teste realizado no dia 9 de janeiro, ou seja, três semanas antes de sua luta contra o americano Nick Diaz, o exame revelou que havia no organismo do brasileiro a substância drostanolona, que é um esteroide anabolizante.

A nota diz que mais testes serão conduzidos pela Comissão Atlética de Nevada para confirmar estes resultados preliminares. No entanto, o UFC já emitiu opinião e disse estar desapontado por saber destes resultados iniciais.

“O UFC tem uma rígida e consistente política contra o uso de qualquer droga ilegal, de alteração de desempenho ou agentes mascarantes, por parte de seus atletas”, aponta o comunicado.

No último sábado, em Las Vegas, o ex-campeão do peso meio-médio derrotou Nick Diaz por decisão unânime dos jurados, coroando seu retorno. O lutador ainda não se pronunciou sobre o tema. Anderson esteve afastado do esporte por mais de um ano por conta de fratura sofrida em derrota para Chris Weidman ao fim de 2013. 

O UFC costuma ser rígido com casos deste tipo. Se for confirmado o doping, Anderson Silva pode pegar um gancho longo.