Hygor Ferreira
Do Mais Goiás

Anápolis Vôlei encara Brasília/Upis por sonho de jogar na elite, diz técnico

Goianos estão há dois anos disputando a Superliga B e nas duas temporadas terminaram na 3ª colocação

Ricardo Picinin (sem máscara). Foto: Reprodução/Anápolis Vôlei

A busca pelo sonho de jogar a elite do vôlei nacional começa nesta quinta-feira (8) para o Anápolis Vôlei. Os goianos enfrentam o Brasília/Upis, no ginásio Newton de Faria, em Anápolis, às 18h pela semifinal da Superliga B. Para o treinador dos goianos, Ricardo Picinin, o sonho está perto de ser realizado e eles não podem deixar escapar.

“Vamos com tudo em busca deste objetivo, claro que respeitando nosso adversário. O time de Brasília tem um excelente elenco e um excelente treinador, mas vamos atrás do nosso sonho”, disse o goiano.

O Anápolis Vôlei está há dois anos na busca pela Superliga A. Em 2019, os anapolinos foram eliminados na fase semifinal pelo APAN/Blumenau. Já no ano passado, por conta da pandemia do coronavírus, a Superliga B terminou antes dos jogos das quartas de final e os dois classificados para a elite foram os dois primeiros colocados, sendo que os goianos finalizaram em terceiro.

Para não esbarrar novamente na meta, o time terá de superar o Brasília/Upis, que terminou na segunda colocação, mas teve campanha parecida com o Anápolis Vôlei. Ambos terminaram a fase inicial com 15 pontos, 5 vitórias e duas derrotas, com vantagem para o time brasiliense pelo critério de desempate.

“Esperamos um confronto muito equilibrado. As duas equipes tiveram uma campanha parecida na fase classificatória. Agora encaramos estes confrontos como uma final, pois vale a vaga no acesso, principal objetivo na temporada”, frisou Ricardo Picinin.