Esportes

Alisson é vendido para o Liverpool e se torna o goleiro mais caro da história

A Roma concluiu a negociação com o time inglês pelo valor de R$ 339,82 milhões, superando a venda de Buffon em 2001, em que a Juventus pagou R$ 236 milhões na transação com o Parma


FolhaPress
FolhaPress

Do FolhaPress | Em: 19/07/2018 às 11:15:21


Alisson embarcou nessa quarta-feira (18), rumo ao novo clube e deverá fazer exames médicos no sábado (21) | Foto: Reprodução Instagram
Alisson embarcou nessa quarta-feira (18), rumo ao novo clube e deverá fazer exames médicos no sábado (21) | Foto: Reprodução Instagram

Diretor esportivo da Roma, Ramón Rodríguez Verdejo, conhecido como Monchi, confirmou a transferência de Alisson para o Liverpool. O dirigente elogiou a postura do goleiro brasileiro, disse que não se sentiu pressionado a vendê-lo e afirmou que aceitou a proposta por considerá-la boa para o clube italiano. “Só posso agradecer a Alisson. Nunca senti pressão dele para sair. Ele aceitou porque gostava do clube de destino, mas seu comportamento comigo era nota dez. Meu trabalho é entender o que acontecerá o mais rapidamente possível. Eu poderia fingir que não estava ouvindo nada, que o Liverpool não estava interessado no Alisson, ou eu podia trabalhar para entender a situação. Essa transferência foi feita porque eu acho uma boa operação para empresa”, disse Monchi, segundo reportagem da emissora italiana “Sky Sports”.

A Roma só aceitou vender Alisson após recusar oferta de R$ 315,41 milhões feita pelo Liverpool. O clube italiano bateu o pé, e os ingleses aceitaram pagar R$ 339,82 milhões pelo goleiro brasileiro. De acordo com reportagem do jornal inglês “Guardian”, Alisson deve realizar exames médicos no sábado (21) em Liverpool. O jornalista Gianluca Di Marzio divulgou, nessa quarta-feira (18), um vídeo em que o goleiro aparece entrando no aeroporto para viajar para Manchester -ele iria para Liverpool de carro. O brasileiro não quis dar entrevista: “falo depois”. A busca do Liverpool por um goleiro se intensificou após atuação ruim de Loris Karius na final da Liga dos Campeões.