Partido do Presidente

Aliança Pelo Brasil em Goiás realiza 1º encontro de apoiadores

Evento objetiva preenchimentos de fichas de apoio e assinaturas para a criação da sigla


Francisco Costa
Do Mais Goiás | Em: 14/01/2020 às 18:33:50

Presidente Jair Bolsonaro (Foto: Marcos Corrêa / Presidência da República)
Presidente Jair Bolsonaro (Foto: Marcos Corrêa / Presidência da República)

O Aliança Pelo Brasil em Goiás realiza o 1º Encontro de Apoiadores. O evento acontece nessa quarta-feira (15), a partir das 19h, no Auditório do Sesp (Rua 104, 699, Setor Sul), e tem como objetivo o preenchimento de fichas de apoio e criação da sigla. Os interessados em participar devem levar os títulos eleitorais.

Marcelo Conrado, que já foi filiado ao SD e hoje atua como assessor parlamentar do líder do governo na Câmara Federal, Major Vitor Hugo (PSL), é o organizador do evento. “O intuito é orientar melhor as pessoas de como fazer esse apoiamento. Inclusive o pessoal do cartório estará presente”, esclarece ele, que alerta, ainda, para a possibilidade dos presentes já contabilizarem assinaturas para a criação do partido.

O evento também será transmitido via live de Facebook pelo perfil do deputado, explica Marcelo. Além disso, o organizador antecipa a possibilidade do próprio presidente Bolsonaro, idealizador da sigla, realizar um ao vivo nas redes sociais para divulgar o ato, que também ocorre em outros Estados. “Então, estaremos preparados para quem quiser preencher a ficha. A expectativa é esclarecer todo o processo.”

Aliança pelo Brasil

Vale lembrar que o Aliança Pelo Brasil é o partido que o presidente Bolsonaro tenta fundar desde a saída do PSL, em 19 de novembro. O intuito é viabilizar a legenda até março deste ano, para que os filiados possam disputar os pleitos municipais.

Para isso, são necessárias cerca de 500 mil assinaturas. O Mais Goiás já explicou as dificuldades para a criação do partido em tempo tão curto. Confira a seguir:

Entenda as dificuldades para a criação do Aliança pelo Brasil

Sobre as dificuldades, Marcelo acredita que até março o partido será viabilizado. “Precisamos chegar ao mínimo de 0,1% de assinaturas por Estado. Em Goiás seriam 3.031, mas vamos conseguir mais”, diz otimista.

Já em relação ao pleito deste ano, ele afirma que ninguém tem autorização para falar sobre isso, uma vez que o partido ainda não foi criado. “Precisamos trabalhar para depois falar em nomes”, resume.

Na quinta-feira (15), o mesmo ato ocorre em Anápolis. Já no sábado, às 9h, haverá uma carreata, saindo do Serra Dourada, em Goiânia, para apoiadores da futura sigla. “A expectativa é que participem pessoas de todo o Estado e, naquele momento, sejam marcados mais encontros por Goiás.”