Oriente Médio

Afegã vinga morte de filho e mata 25 militantes do Talibã

Como vingança, ela se uniu a suas outras duas filhas e decidiram travar uma batalha contra o Talibã.





//

A morte de um jovem que foi baleado por militantes do Talibã no Afeganistão gerou um sentimento de revolta em sua família e, consequentemente, de vingança. Com isso, a mãe do menino decidiu pegar em uma arma de fogo e matou 25 militantes do movimento.

Segundo informações do jornal britãnico Daily Mail, Reza Gul diz que se sentiu impotente quando um grupo de militantes invadiu a pequena aldeia em que ela morava com a família, na cidade de Farah. Na ocasião, seu filho foi morto a tiros, sem nenhuma justificativa.

Como vingança, ela se uniu a suas outras duas filhas e decidiram travar uma batalha contra o Talibã. Assim, ela liderou um movimento que cresceu e uma batalha que durou sete horas.

Ao todo, 25 militantes do Talibã morreram e outros cinco ficaram feridos. “Eu não pude me conter e peguei em uma arma pela primeira vez. Fui ao posto de controle e comecei a atirar”, disse Reza.

“Chegamos ao campo de batalha com luzes e armas pesadas. Estávamos empenhadas em lutar até a última bala, pela morte do meu irmão”, disse Seema, irmã do jovem morto.

O Talibã não se manifestou sobre o ataque e o governo do Afeganistão trata o caso como uma revolta popular.

Tópicos