Eleições 2016

Adriana Accorsi diz que vai atuar na defesa da liberdade religiosa

Em encontro com representantes de religião de matriz africana, candidata reafirmou seu compromisso de garantir os direitos dos religiosos




Adriana Accorsi se reuniu na noite desta segunda-feira (26), com representantes de religiões de matrizes africanas da capital. Durante o encontro, a candidata reafirmou seu compromisso de garantir os direitos dos religiosos.

A conversa contou com a presença de lideranças tradicionais do candomblé, da umbanda e do culto de Ifá que trouxeram demandas e sugestões do movimento para a candidata.Uma das reivindicações dos participantes é a necessidade da garantia de direitos adquiridos, segurança e respeito ao culto exercido por eles. Eles também pediram o comprometimento e a criação de políticas públicas para as culturas tradicionais respeitando o estatuto de igualdade racial no município de Goiânia e garantindo os direitos do povo de matriz africana.

Os participantes ainda destacaram a falta de segurança em relação a ataques de intolerância religiosa na cidade cometidos contra as casas de santos, roças, Ylês e terreiros. Adriana afirmou ser sensível as reivindicações do movimento e lembrou que sempre deu visibilidade em sua atuação profissional a combater o preconceito, o racismo e a intolerância religiosa em Goiânia e no Estado de Goiás. A candidata também se declarou aberta como prefeita ou deputada a atuar na defesa do povo de matriz africana.

A reunião contou com a presença de pioneiros das casas mais tradicionais do candomblé representada por Maria do Socorro, filha carnal do ancestral João de Abuque, e da umbanda Adolpho Barbosa de Oliveira representando a sucessora Iara Barbosa Ataídes e a ancestral Geraldina Barbosa Ataídes.