FolhaPress

Adolescente é baleado em favela vizinha de onde Kathlen foi morta, no Rio

Jovem foi atingido no pescoço, mas está estável

Um adolescente de 16 anos foi baleado na noite desta quarta-feira (9), no morro São João, no bairro do Engenho Novo, vizinho a - Adolescente é baleado em favela vizinha onde Kathlen foi morta, no Rio
Adolescente é baleado em favela vizinha onde Kathlen foi morta, no Rio (Foto: Reprodução/Facebook)

Um adolescente de 16 anos foi baleado na noite desta quarta-feira (9), no morro São João, no bairro do Engenho Novo, vizinho ao Complexo do Lins, na zona norte do Rio, onde a designer de interiores, Kathlen Romeu, de 24 anos, foi baleada em uma ação da Polícia Militar.

De acordo com as primeiras informações, o adolescente voltava do mercado quando foi baleado durante um tiroteio na região. Segundo a PM, policiais militares da UPP foram alvos de disparos na região.

Ele foi atingido no pescoço e foi encaminhado para o Hospital Salgado Filho, onde passou por cirurgia. A Secretaria Municipal de Saúde informou que o estado de saúde dele é estável.

Após o adolescente ser baleado, houve protestos na região. Segundo o COR (Centro de Operações Rio), que faz o monitoramento da cidade, a Rua Barão do Bom Retiro foi interditada por manifestantes, na altura da Rua Grão Pará. Imagens da região mostram fogo em objetos na via.

Procurada, a PM informou que “policiais da UPP (Unidade de Polícia Pacificadora) São João foram alvos de disparos de arma de fogo por criminosos, enquanto estavam em deslocamento pela comunidade” e que após estabilizar a área, um jovem foi encontrado ferido de raspão e socorrido para o hospital da região.

Ainda não se sabe de quem pode ter partido o tiro que acertou o jovem. A Polícia Civil informou que o caso foi registrado na delegacia da região e que uma testemunha foi ouvida. “Investigações estão em andamento para identificar o autor do disparo”.

Segundo levantamento do Fogo Cruzado, somente neste ano, 18 adolescentes foram baleados na região metropolitana do Rio de Janeiro: Cinco morreram e 13 ficaram feridos. O instituto identificou também que sete crianças também foram vítimas de armas de fogo – três morreram e quatro ficaram feridas.

Morte de Kathlen Romeu

Um dia antes do adolescente ser baleado na região, a designer de interiores, Kathlen Romeu, morreu após ser baleada na região do Complexo do Lins. A mulher estava grávida de 14 semanas e foi atingida por um tiro no tórax. Ela morreu após dar entrada no Hospital Municipal Salgado Filho.

A família acusou a PM pela morte de Kathlen. Ela e a mãe haviam se mudado da comunidade devido à violência na região. A designer de interiores estava na região visitando a avó e foi baleada durante uma ação da PM.